rp_internet-criacao_2014-09-01.jpg

3 recursos que são odiados pelos usuários de internet

Nem tudo são flores na Internet. Conheça as criações online mais odiadas

Na mesma proporção em que a tecnologia traz bons recursos que já não conseguimos viver sem, milhares de outros serviços e produtos fracassaram. Confira uma lista com algumas das criações mais odiadas da web.

Pop-up

No final dos anos 90, navegar na internet era uma verdadeira batalha. Se não bastasse o tempo que um simples site demorava até estar totalmente carregado – esqueça banda larga -, janelas aleatórias começavam a aparecer na tela. Eram os temidos pop-ups. 

Apesar de ser odiado – a maioria dos navegadores vem com uma forma de bloqueá-los – o pop-up foi muito útil para a internet. Durante muito tempo foi uma das principais maneiras de anunciar, fazendo com que os sites ganhassem dinheiro.

Até o seu criador, Ethan Zuckerman, fez um pedido público de desculpas. Em um artigo publicado no The Atlantic, Zuckerman assume que a intenção era boa, mas que não deu tão certo.

Google Wave

Quando o Wave foi anunciado, em 2009, a meta era ambiciosa: substituir o e-mail. Como sabemos, não deu muito certo. O misto de rede social, chat e enciclopédia não foi bem aceito pelo público e, em menos de dois anos, foi descontinuado. Usuários criticavam o layout confuso, os constantes bugs e a demora no carregamento das páginas.

Entretanto, vários recursos foram absorvidos por outros produtos do Google. Se você usa o Google Drive, provavelmente já utilizou a atualização em tempo real, onde é possível visualizar ao vivo até mesmo a digitação de outros usuários.

Para quem se interessar, o Google disponibilizou o código do Wave na internet.

Corretor automático

O corretor automático dos smartphones não foi descontinuado, mas é um daqueles recursos que já deixou muita gente em saia justa. Criado com a finalidade de economizar tempo, o que parecia ser mais uma das maravilhas da tecnologia é odiado por muitos. Até um blog foi criado com os erros dos corretores ortográficos, alguns deles bem embaraçosos.