5 Canais para aprender sobre feminismo

Veja referências para entender melhor o movimento feminista e suas questões com bom humor e didática.

Tem gente espalhando crueldade pela internet? Tem, sim senhor. Mas também tem quem espalhe amor e muito ensinamento didático pra gente aprender e entender o feminismo no Brasil e no mundo. Nós, aqui do blog, separamos uma lista de canais do Youtube que vão mostrar que o movimento feminista não é o contrário do machismo. Ele não prega a soberania das mulheres sob os homens e, sim, a luta por igualdade entre os dois.

Muitas mulheres já são influência nas redes sociais e usam essa popularidade para ensinar o que é feminismo e desconstruir comportamentos que fogem dessa linha de respeito que elas merecem. Com sororidade, irmandade entre mulheres que buscam a mesma causa, elas estão aí formando opinião e mostrando que lugar de mulher é na internet também.

Jout Jout Prazer

Se você ainda não conhece Julia Tolezano, deveria. Quem pensa que para ser feminista precisa ser rígida e com argumentos brutos está completamente enganado. Ela debate assuntos interessantes, de maneira divertida e bem didática. Um dos seus vídeos mais famosos e já populares entre os fãs é o “Não tira o batom vermelho” onde a youtuber debate relacionamentos abusivos e encoraja meninas (e meninos) a abrirem mão desse tipo de relação.

Acidez Feminina

Apesar do nome do canal, não existe nenhuma acidez no debate. O canal fala sobre temas do cotidiano e tem Taty Ferreira como porta-voz. Não é necessariamente um canal sobre debates feministas, mas sim uma mulher que fala sobre sexo. Convenhamos que esta liberdade é, sim, uma conquista feminista e estamos aí pra dar força.

Não me Kahlo

O trocadilho com o nome da artista mexicana Frida Khalo não é coincidência. O canal que também tem Facebook, Twitter e Blog lida de forma didática com o tema. Mas não se iluda com puro entretenimento. Os vídeos denunciam a violência contra a mulher e mostram dados muitas vezes escondidos pela mídia.

Sexplanations  

Uma brincadeira com a palavra sexo e explicação. Isso já define do que o canal se refere. A pauta principal é a educação sexual feminina e quem argumenta é a Doutora Lindsey Doe, especialista no assunto. Vale a pena assistir para entender mais sobre a repressão social e a liberdade sexual de cada indivíduo.

Smoothiefreak

Talvez nem todos saibam, mas as pautas discutidas pelo feminismo da mulher branca são diferentes da mulher negra. Afinal, anos de escravidão não permitiram que a mulher negra lutasse ao lado da mulher branca em suas causas. Por isso, Akila discute temas como racismo com a maior liberdade e força.