rp_rede-social-polemica_2014-09-11.jpg

A guerra dos comentários

Redes sociais também são plataformas para bate-boca online

Recentemente abordamos no PSafe Blog a capacidade bastante peculiar dos brasileiros de 'estragarem' alguns serviços online. Entretanto, parece que essa não é uma característica comum só dos brazucas. O sueco Felix Kjellberg, mais conhecido como PewDiePie, é um dos mais famosos gamers do YouTube – com mais de 30 milhões de inscritos – tomou uma atitude bastante radical contra os 'trolls': cancelar a sessão de comentários de seus vídeos.

A decisão foi tomada, porque a maioria dos comentários é de pessoas se autopromovendo ou de discussões e ofensas sem sentido. No vídeo onde explica o motivo, PewDiePie lamenta ter chegado a este ponto, mas ressalta que não aguentava ver mensagens interessantes serem ofuscadas por spam e bullying virtual.

Essa não é a primeira vez que o youtuber desativa a sessão de comentários. No ano passado ele tomou a mesma atitude, porque os vídeos mais populares estavam sendo inundados de mensagens com links para vírus e anúncios. Porém, ele voltou a ativar depois que o YouTube deu mais visibilidade aos comentários com mais relevância. Mas parece que a atualização não surtiu efeito e, desta vez, a desativação é em definitivo.

No entanto, PewDiePie não quer perder a interação com os fãs. Uma das ideias do sueco é migrar os comentários para outras plataformas, como o Reddit ou Twitter, que permitem um melhor filtro do conteúdo recebido.

'Zoeira' afeta toda a internet

Infelizmente, é verdade. Os brasileiros são considerados os mais odiados da internet mundo afora e no YouTube por aqui não chega a ser tão diferente do que acontece com PewDiePie. Canais brasileiros também sofrem com as mensagens ofensivas, mas, até o momento, nenhum chegou a tomar a atitude do sueco.

Sites de notícia, blogs e qualquer outra página que tenha uma sessão de comentários, podem ter certeza que lá estará um 'troll'. No Facebook tem algumas páginas, como esta, que se dedicam a explanar os comentários mais engraçados dos portais.

Até sites importantes são vítimas das discussões sem sentido nos comentários. O site da Popular Science, uma das revistas mais conceituadas do mundo, desativou, em 2013, a sessão de comentários dos seus artigos, por acreditar que as mensagens eram ofensivas e desvirtuavam o conteúdo dos estudos divulgados.

Não que a internet deva ser palco apenas de conversas construtivas e não seja usada também para se divertir. Mas é preciso ter bom senso para não denegrir a imagem do próximo. Não custa lembrar que a web não já não é mais uma terra sem lei e crimes virtuais são julgados no mundo real.