rp_doacao-tech_2014-12-18-13-15-52.jpg

A tecnologia a serviço da filantropia em 2014

Conheça as maiores doações do ano a causas de terceiros e inspire-se com os CEOs da Tecnologia

A filantropia é uma das atitudes mais legais praticadas por alguns executivos de grandes empresas de tecnologia, que certamente já salvaram muitas vidas com suas contribuições. Preparamos uma lista com algumas das maiores doações feitas por CEOs e fundadores de empresas de tecnologia em 2014. Confira!

Bill Gates

Gates é conhecido por ter sensibilidade a doenças e catástrofes. Em 2014, o ex-CEO da Microsoft anunciou a doação de US$ 500 milhões para o controle de epidemias, como malária e pneumonia. Além disso, para a crise do ebola na África, através de sua fundação Gates, contribui com US$ 50 milhões.

Paul Allen

Assim como Bill Gates, o cofundador da Microsoft tem aptidão para fazer doações. Em 2014, Pau Allen doou US$ 100 milhões para combater o ebola, além de doar mais US$ 100 milhões para um instituto de pesquisa de células humanas.

Mark Zuckerberg

Outro executivo que ajudou no combate ao ebola foi o dono do Facebook. Zuckerberg e sua esposa doaram US$ 25 milhões para a Centers for Disease Control Foundation desenvolver pesquisas de controle da doença.

Larry Page

O icônico fundador do Google também contribui para controlar a epidemia de ebola. Além do Google doar US$ 10 milhões, Page e sua esposa contribuíram com mais US$ 15 milhões. O dinheiro foi distribuído para diversas organizações, entre elas, Médicos sem Fronteiras, NetHope e Save The Children.

Brendan Iribe

O CEO do Oculus VR, empresa por trás do Oculus Rift, e sua mãe doaram US$ 31 milhões para a University of Maryland. O dinheiro será utilizado para construção de um novo Centro de Ciências de Computação. Foi nada menos do que a maior doação que a instituição de ensino já recebeu.

Jan Koum

O CEO e co-fundador do Whatsapp resolveu agradecer a organização por traz do FreeBSD, uma versão modificada do Unix, responsável por manter em ordem os servidores do mensageiro. Koum doou US$ 1 milhão para a organização.