adblock

Adblock ameaça sobrevivência de publicidade online

No último ano, o uso do recurso para bloquear propaganda cresceu 41%.

A última atualização do iOS, que permite o bloqueio de anúncios, fez voltar ao trending topics a discussão sobre a sobrevivência da publicidade online. O uso de adbloking no celular vem crescendo e ameaça a rentabilidade do trabalho dos editores digitais.

No último ano, o uso do recurso para bloquear propaganda cresceu 41%. Já são mais de 198 milhões de usuários ativos mensais que lançam mão de softwares para interromper publicidade nos seus dispositivos eletrônicos.

Pesquisa da comScore mostra ainda que quem consome mais conteúdo online é quem mais tende a utilizar o recurso de bloqueio de anúncios. Fato preocupando para o modelo de negócios dos portais e redações digitais.

O país que encabeça esta lista é a França, onde 2,7 a cada 10 pessoas utilizam softwares de bloqueio de publicidade. Depois vem Alemanha, Canadá, Espanha, Holanda, Reino Unido e Estados Unidos. Esse último com quase um a cada 10 fazendo uso do recurso.

E o pior, entre as pessoas de maior renda, o percentual de uso de bloqueio de publicidade é ainda maior. Os principais produtos do mercado são: Adblock Plus, Adblock Chrome, Adblock Pro e Adblock for Youtube.