rp_seguranca-virtual_2014-06-13.jpg

Nunca é tarde para se proteger de ameaças virtuais

Mesmo com o projeto de leis, o Marco Civil, para deixar a internet mais segura, é necessário ainda tomar alguns cuidados importantes.

Há alguns anos a internet e os equipamentos eletrônicos fazem parte da vida das pessoas. A cada dia e de maneira mais íntima, a ponto de nos sentirmos ‘nus’ quando estamos sem o celular. Conhecemos as utilidades e as facilidades. Mas existe outro lado que pretende se beneficiar da dependência que temos desses equipamentos. São as chamadas ameaças virtuais, que se apropriam de informações confidenciais dos usuários para a prática de crimes virtuais. 

O Brasil já tem uma preocupação com segurança digital, porém somente agora com a aprovação de um conjunto de leis que regulamentam o setor – o Marco Civil da Internet – pretende-se colocar um pouco mais de “ordem na casa”. O país escolhido para sediar dois dos eventos esportivos mais famosos do planeta tornou-se alvo perfeito para estes ataques.

Somente agora faltando pouco mais de dois anos para realização das Olimpíadas de 2016 e com o início da Copa do Mundo, foi criada uma forma de tentar controlar a ‘falta de lei digital’. Milhares de turistas desembarcarão no Brasil. E estes moradores temporários, somados aos locais, estarão mais sujeitos às fraudes, que não se restringem apenas a ataque de hackers.

Dicas de proteção online

De acordo com uma pesquisa realizada pela OEA (Organização dos Estados Americanos), o prejuízo causado pelos piratas virtuais chegou a US$ 113 bi em todo o planeta. Só no Brasil este valor atingiu a cifra de US$ 8 bi. Com uma legislação ainda ‘engatinhando’ e o advento de grandes eventos é compreensível que os usuários no Brasil se tornem os principais alvos.

Mas ser alvo não quer dizer que devemos ser vítimas ou algo do tipo. Existem formas de proteção. Selecionamos algumas para que você fique atento:

Cartão de crédito

O uso de cartões de crédito é comum em viagens, pois diminui as perdas no caso de assaltos, porém cuidados básicos devem ser tomados. Jamais deixe que seu cartão de crédito saia do seu campo visual e confira sempre que for devolvido.

Caixas eletrônicos

Não aceite ajuda de estranhos ao utilizar terminal de atendimento bancário.

Acesso à internet

Ao acessar a internet, certifique-se que o equipamento utiliza conexão segura. Não registre dados ou informações pessoais em aparelhos de terceiros ou em redes wi-fi abertas. Somente abra e-mails com endereços conhecidos.

São algumas dicas que estamos carecas de ouvir, mas que nunca é demais lembrar. O maior desejo de todos é ter segurança, mas precisamos compreender que o primeiro passo cabe a nós. Então, vamos aproveitar a Copa do Mundo sem esquecer o nosso ‘beabá’ da proteção.