rp_psafe-nuvem_2014-09-12.jpg

Análise na nuvem: faça upload de arquivos desconhecidos com mais segurança

PSafe Total oferece segurança adicional na nuvem para impedir a infecção do seu computador por vírus.

O medo de invasões de arquivos mal-intencionados é uma sensação constante para quem vive conectado e, principalmente, entre as pessoas que costumam baixar vários programas. Mas você sabia que o PSafe Total traz a segurança que você precisa? Com o antivírus do PSafe Total Windows ativo, os usuários têm à disposição poderosos motores de defesa, sendo um dos mais robustos detectores de ameaças digitais.

Mas como é feita a sua proteção? Ao todo, os usuários da PSafe têm acesso a três modos de verificação e mais uma análise em nuvem, o que faz com que a segurança do computador seja reforçada. Tanto a verificação quanto a análise em nuvem fazem uma averiguação online e automática de possíveis ameaças de malwares. A diferença entre elas é que a análise em nuvem é como um segundo nível de avaliação, na qual os usuários podem fazer o upload de arquivos considerados desconhecidos pela base de vírus da PSafe, sem correr riscos de infecção.

Com a análise em nuvem, os usuários do PSafe Total Windows têm mais um mecanismo de proteção e investigação de arquivos em um ambiente seguro. O recurso é disponibilizado após o processo de verificação. Ao fazer esse procedimento, o antivírus gera um relatório listando todas as ameaças encontradas e também arquivos desconhecidos, que podem ser malwares instalados no computador. Com esse relatório, o usuário tem a opção de escolher se fará o upload dos arquivos desconhecidos. Clicando no botão ‘Upload’, o processo leva apenas alguns segundos para ser concluído.

Como funciona a análise na nuvem

O código de programação de cada malware é único; por isso, a identificação nem sempre é simples. O recurso da análise em nuvem foi criada justamente para identificar novas ameaças, que podem nem ter sido catalogadas. A partir da identificação do código, o malware é inserido na base de vírus, aumentando o poder de detecção do PSafe Total Windows e a proteção do usuário.

Além disso, o antivírus conta com o motor QVMII, que analisa o comportamento do arquivo através do método de comparação. Assim, mesmo que o malware não esteja inserido na base, o antivírus alerta o usuário se há possibilidade de algum risco devido ao comportamento do arquivo.

Na análise em nuvem, o antivírus verifica linha por linha os códigos do arquivo utilizando os vários métodos de comparação para dar um diagnóstico seguro. Por ser um processo de investigação feito a partir da verificação do PSafe Total Windows, a análise em nuvem fica à escolha do usuário. Vale ressaltar que a análise em nuvem só pode ser feita com conexão à internet.