header_PT_2608_Ciberataques_crescem_durante_a_Rio_2016

Ataque de hackers dobra em 30 dias

Mapa de Ameaças da PSafe mostra que mais de 10 milhões de malwares foram bloqueados no mês de agosto

Usuários brasileiros de telefone Android foram atacados mais de 10 milhões de vezes nos últimos 30 dias. Isso dá mais de 330 mil ameaças por dia, 13 mil a cada hora, 230 por minuto. Olhe para o seu relógio agora. A cada segundo que passa, cerca de 4 novos ataques ocorrem. Por isso, antes de continuar a leitura, clique no botão para usar seu PSafe Total e eliminar vírus:

BOTAO_PT_antivirus_01 (2)

Esses 10 milhões de ataques foram bloqueados pela PSafe no mês de agosto. Dos principais malwares detectados pelo app, destacam-se os Trojans, com mais de 5 milhões de detecções bloqueadas. Outro ataque comum que bloqueado foi o de vírus que cadastram usuários em serviços pagos de SMS. Se você recebe muito SMS indesejado, você pode estar com vírus. Clique para conferir e limpar:

BOTAO_PT_antivirus_01 (2)

O levantamento da PSafe aponta que os ataques cresceram 150%, e os estados mais cobiçados pelos cibercriminosos são SP e RJ com mais de 2,7 milhões e 1,2 milhão de ataques respectivamente.

Aumentou também o número de ataques a portais durante o mês em que o país sediou as Olímpiadas, maior evento esportivo do mundo. Foi o que aconteceu com o brasil2016.gov.br, site oficial do governo federal sobre os jogos, administrado pelo Ministério do Esporte, que ficou fora do ar por alguns minutos devido aos ciberataques.

O domínio rj.gov.br também recebeu ataque intenso de hackers, de acordo com o Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Rio de Janeiro.

Quem assume o ataque é o grupo Anonymous que intitulou a operação contra os jogos Rio 2016 de “OlympicHacking”, liberando um vídeo em seu canal no Youtube explicando os motivos das manifestações, além da publicação na página oficial do grupo.

BOTAO_PT_antivirus_01 (2)

Marco DeMello, CEO da PSafe, destaca: “hackers tendem a aproveitar grandes eventos para intensificar as tentativas de golpes virtuais nos locais que os recebem. E foi o que aconteceu com no Brasil no último mês”.

“Por sermos o centro da atenção no mundo durante duas semanas de jogos, os números de ameaças cibernéticas bloqueadas aumentaram mais de 100% em relação à média dos meses anteriores. No período, identificamos os trojans e adwares como as principais ferramentas para enganar o usuário de smartphones, possibilitando o roubo de dados pessoais e financeiros”, completa DeMello.

Confira o gráfico elaborado pela PSafe:

ameaças_agosto