rp_balao-google-piaui_2014-06-10.jpg

Loon – Balões da Google levam internet a locais remotos do Brasil

Loon é um projeto da Google que promete levar internet a lugares remotos utilizando balões de alta pressão.

Mais uma etapa do projeto Loon, da Google, foi concluída no Brasil no fim da semana passada, quando o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, e representantes da empresa lançaram dois balões de ar quente no Aeroporto Nossa Senhora de Fátima, no Piauí.

O objetivo do projeto é levar internet a regiões remotas por meio destes balões de alta pressão. No último dia 28 de maio, o primeiro lançamento foi realizado em Campo Maior, no mesmo estado.

Mas isso significa que a Google em breve levará internet a todos os cantos do Brasil? Ainda não. Os dois lançamentos por aqui fazem parte de uma etapa de testes da empresa. Os voos estão sendo feitos desde junho do ano passado, em vários países do mundo, incluindo o Brasil. Uma reportagem recente do jornal “The Wall Street Journal”, diz que a companhia pretende gastar mais de US$ 1 bilhão com satélites para levar internet aos locais mais remotos do planeta.

No Brasil, a Google contou com a parceria da Vivo para testar a tecnologia 4G nos balões, e da Telebras, que forneceu o conhecimento necessário sobre a infraestrutura de telecomunicações do país. No primeiro lançamento, alunos da escola Municipal Linoca Gayoso Castelo Branco assistiram a uma aula com o sinal fornecido pelos balões. Uma antena foi instalada no teto do prédio onde funciona a escola para captar a frequência.

O ministro comentou os testes no Brasil e vibrou com a possibilidade de levar internet e lugares mais afastados. “O governo considera uma prioridade o avanço do uso da internet em todos os níveis da sociedade e em todas as regiões do Brasil. Sabemos que todas as tecnologias disponíveis serão importantes: fibras ópticas, satélites, equipamentos fixos ou móveis. Dado o tamanho do nosso território e as dificuldades geográficas, todas as inovações são bem-vindas. O projeto Loon pode apontar soluções criativas para regiões de acesso mais difícil ainda”, afirmou.

Alguns especialistas consideram temerária a possibilidade de uma empresa estrangeira estar sobrevoando o Brasil, o que poderia colocar segurança, dados e tráfego aéreo do país em exposição.

Seja como for, a Google ainda não informou um data de lançamento oficial do serviço. Enquanto isso, testes continuam sendo realizados pelo planeta.