rp_computador_2014-07-22.jpg

Capital humano exige gestão de talentos

O grande diferencial hoje dentro das organizações é o capital humano.Todo ser humano é dotado um ou mais talentos que os distinguem dos demais. Talentos são habilidades que […]

O grande diferencial hoje dentro das organizações é o capital humano.Todo ser humano é dotado um ou mais talentos que os distinguem dos demais. Talentos são habilidades que se destacam de acordo com os padrões delimitados pela organização, diferentes de competências, que vêm de fora, que são aprendidas e aperfeiçoadas de acordo com os pré-requisitos da função.

Embora os estudos considerem o conjunto CHA (conhecimento, habilidades e atitudes) com a mesma importância, na prática percebemos que as atitudes direcionam o conhecimento e as habilidades rumo a um desempenho que pode ser ou não adequado aos interesses da organização.

“Conhecimentos e habilidades podem ser adquiridos ou desenvolvidos. As atitudes, contudo envolvem desejos, crenças e valores que são produtos de toda uma história de vida e, portanto, muito mais difíceis de serem moldados em função do interesse da organização”. (Suzana B C Saraiva 2008:39).

A competência é o “tomar a iniciativa” e o “assumir a responsabilidade” do indivíduo diante de situações profissionais com as quais se depara. Essa formalização enfatiza o que muda fundamentalmente na organização do trabalho: o recuo da prescrição, a abertura de espaço para a autonomia e a automobilização do indivíduo. 

Parte da equipe PSafe Rio em dinâmica de grupo

Parte da equipe PSafe Rio em dinâmica de grupo

Um dos grandes diferenciais competitivos da gestão por competências é adotar um sistema de administração mais efetivo, alinhando o seu capital intelectual com sua estratégia de negócios, facilitando o desenvolvimento profissional de todos os colaboradores envolvidos, obtendo resultados favoráveis e agregando valor para a empresa e para os indivíduos.

O modelo de gestão deve ser um estímulo permanente para que os profissionais possam, cada vez mais, potencializar suas competências e se anteciparem às necessidades e aos desafios da organização e do mercado. Para isso deve favorecer e também fornecer ferramentas para o aperfeiçoamento e para a evolução pessoal e profissional.

Envolver verdadeiramente todos os membros de uma equipe para que se mantenham colaboradores e parceiros exige que se estabeleça um ambiente em que as pessoas talentosas possam conviver e se desenvolver, que haja respeito, valorização, reconhecimento e oportunidades, que existam canais de comunicação abertos em todos os níveis, enfim, que haja uma real preocupação em perceber e aumentar constantemente os fatores geradores de satisfação para todos.

Esse lugar é aqui…

Sobre Juliana Motta:
"Pós-graduada em Gestão de Pessoas pela FGV, tenho diversos cursos na área, mas confesso ser apaixonada pela arte da gestão. Colunista de canais online e proprietária de um blog, descobri na competência da escrita uma forma de compartilhar minhas percepções. Tricolor e apaixonada por praia, sou gestora de RH da PSafe Tecnologia com muito orgulho!"