rp_celulares-android-tornam-se-foco-de-criminosos-virtuais1_2014-01-06.jpg

Celulares Android detém 80% do total de vírus para smartphones

A PSafe sempre lembra que dispositivos com sistema operacional Android têm grandes chances de serem infectados com vírus e ameaças. No entanto, estes aparelhos estão sendo o grande […]

A PSafe sempre lembra que dispositivos com sistema operacional Android têm grandes chances de serem infectados com vírus e ameaças. No entanto, estes aparelhos estão sendo o grande foco dos criminosos virtuais e quem é usuário está cada vez mais em risco.

Dados

O Android é o sistema operacional mais utilizado em todo o mundo nos aparelhos móveis, basicamente em smartphones e tablets. Dados recentes demonstram que, de cada 10 smartphones, sete utilizam este sistema operacional. O problema desse uso em massa é que os criminosos veem um grande potencial para fazer vítimas.

E isso vem acontecendo na prática, não somente pela grande massa de usuários, mas também porque o Android é um sistema aberto, o que significa que várias pessoas podem ajudar a construí-lo. Isso aumenta as chances de os vírus se proliferarem, segundo especialistas. Por isso, 80% dos vírus e ameaças destinadas a sistemas operacionais móveis infecta exclusivamente aparelhos Android, um número preocupante e que coloca os usuários em alerta.

Como se proteger

Manter o smartphone seguro é uma tarefa que exige alguns cuidados e postura de segurança digital. A primeira atitude é manter um antivírus funcionando. Para isso, baixe agora o PSafe Suite Android, que, além de proteger o seu celular contra roubos e de otimizar o funcionamento do aparelho, tem o antivírus em nuvem, rápido e que mantém o seu smartphone longe de qualquer ameaça.

Em seguida, você deve tomar cuidado com todo e qualquer aplicativo que baixa para o celular, mesmo se ele estiver hospedado na Play Store. Na verdade, só é recomendado baixar apps da própria loja Google Play, mas isso não é suficiente. Já houve casos de aplicativos disfarçados, que podiam ser baixados e infectavam o smartphone. Por isso, todo cuidado é pouco!