Chariot for Women o “Uber” para mulheres

Serviço de transporte similar ao Uber tem apenas clientes e motoristas do sexo feminino.

Uma empresa norte-americana decidiu ajudar mulheres que não querem correr nenhum tipo de risco ao pegar um táxi ou serviços similares. Por isso, está prestes a lançar o Chariot for Women, uma espécie de serviço como o Uber. Onde usuários baixam o aplicativo e solicitam um carro pelo smartphone.

A tecnologia foi desenvolvida por um ex-motorista do Uber e sua esposa que, após passarem por situações perigosas, decicidiram desenvolver uma plataforma que evitasse e diminuísse a criminalidade e os casos de abuso sofridos pelas mulheres.

Leia mais: Uber quer liberar pagamento em dinheiro

São inúmeras denúncias nos Estados Unidos, por isso o aplicativo começa a funcionar este mês  no país,  permitindo que mulheres sejam passageiras e, inclusive, motoristas. Nas opções, menores de 13 anos também podem solicitar corridas, assim como mulheres trans.

Os desenvolvedores pretendem doar 2% das taxas cobradas para organizações que prestem serviços para mulheres vítimas de abusos. Os próprios passageiros podem escolher as ONGs enquanto utilizam o app.