rp_buzzfeed_2014-12-17-16-19-42.jpg

Como o BuzzFeed está revolucionando o conteúdo na web

O Buzzfeed se tornou um dos maiores sucessos editoriais do último ano. Veja qual é a fórmula do sucesso utilizada pelo site.

"Vinte e quatro presentes do emoji cocô para literalmente satisfazer suas necessidades". "Trinta nomes que não funcionam muito bem no Brasil". O que estes títulos inusitados têm em comum? Acertou quem pensou no BuzzFeed, site de entretenimento viral que está revolucionando a forma de consumo de conteúdo na web. Conheça alguns dos motivos para o BuzzFeed ser um dos sites que mais crescem na internet e como ele atrai cada vez mais acessos.

 

Jonah Peretti, fundador do BuzzFeed, ainda estudante do MIT, acreditava que era possível prever quando o conteúdo ia se tornar viral e que eles não aconteciam por acaso. Após fundar o Huffington Post e testar alguns conceitos no site de notícias americano, Perretti resolveu apostar de vez em uma plataforma exclusiva para conteúdo viral.

A tática de sucesso utilizada pelo BuzzFeed, que foi adotada posteriormente em massa por outros sites,  foi a utilização das famosas listas. O teor das postagens são os mais variados: de cães em fotos constrangedoras a fatos relacionados ao cotidiano, como o perrengue que todos os estudantes passam com o TCC.  Até a presidente Dilma Rouseff já se arriscou por lá.

Outro fator que contribui para o sucesso das postagens é o forte apelo visual. O ditado diz que ‘uma imagem vale mais que mil palavras’, e o BuzzFeed sabe utilizar muito bem isso. Os gifs tem uma contribuição nesta parte, já que não são estáticos como uma foto e nem tão longos quantos os vídeos, além, é claro, de matarem qualquer um de rir. 

Outro tipo de conteúdo que tem bastante popularidade são os testes. Este quiz para saber a qual estado americano a pessoa pertence possui 40 milhões de acessos — e é o link com mais acessos do site.

Somado a estas características estão as redes sociais e a possibilidade de compartilhamento. Por toda a página das postagens é possível encontrar botões para espalhar o conteúdo pela web, seja no Facebook, Twitter, Tumblr ou Pinterest. E 75% dos acessos vêm das redes sociais.

Aliás, o Facebook é um dos maiores aliados do BuzzFeed. A grande parte do tráfego para o site vem através da rede social de Zuckerberg. Entre 2012 e 2013, após uma mudança no algoritmo do feed do Facebook, o BuzzFeed teve um aumento de 850% no número de acessos vindo da rede.

Sucesso publicitário

Você provavelmente já deve ter lido que o mercado editorial não anda nada bem. Demissões nas redações e fechamentos de jornais e revistas — consequência da forte queda de receita vinda da publicidade. Na contramão de tudo isto está o BuzzFeed, que apenas em 2014 prevê faturar US$ 120 milhões, o dobro do que a empresa ganhou em 2013.

Grande parte desse sucesso está na quantidade surpreendente de acessos. Ao todo são 150 milhões de visitantes únicos por mês. E é evidente que os anunciantes não iam perder a oportunidade de atingir este público.

No entanto, a publicidade que é feita no BuzzFeed é diferente do que é encontrado em outros sites. Ao contrário dos banners e pop-ups, muitas vezes considerados invasivos e com poucos resultados, os anúncios são feitos como conteúdo editorial, dentro das próprias postagens. Uma equipe com cerca de 70 profissionais trabalha exclusivamente pensando em como criar os posts de anunciantes.

Através deste modelo, ao juntar conteúdo com alto poder de ser compartilhado e uma forma diferente de fazer publicidade, o BuzzFeed ja é considerado um dos quatro maiores sites da internet. Após receber um investimento de US$ 50 milhões da Andreessen Horowitz, uma das empresas de capital de risco mais respeitadas do Vale do Silício, o site é avaliado em US$ 850 milhões.

O próximo passo, além de expandi-lo para outros países (o BuzzFeed já tem uma versão brasileira há cerca de 1 ano), é fortalecer o conteúdo hard news, com coberturas especializadas, como uma mídia tradicional. O BuzzFeed Vídeo é outro produto da empresa que deverá receber mais investimentos em conteúdo diferenciado.