qualidade-app

Como certificar a qualidade de um aplicativo

QA realiza testes no aplicativo com objetivo de avaliar a experiência que o produto oferece ao usuário final e é responsável por mapear e validar correções, melhorias e alterações dos softwares

Quando você baixa um novo APP na Google Play, não imagina o batalhão de pessoas que trabalha por trás da tela do seu smartphone para garantir o sucesso e a boa usabilidade do produto. Depois do time de Idealizadores e Desenvolvedores, entra em campo a equipe de QA, que realiza testes no aplicativo com objetivo de avaliar a experiência que o produto oferece ao usuário final e é responsável por mapear e validar correções, melhorias e alterações dos softwares, garantindo que funcionem com qualidade. Como forma de aperfeiçoar o ciclo de desenvolvimento e agilizar as entregas, muitas empresas envolvem os times de QA já na concepção dos produtos.

O que é QA

QA (quality assurance ou garantia da qualidade) é a equipe responsável por estudar de forma ininterrupta e avaliar a performance de um aplicativo ou software com a finalidade de garantir que os padrões de qualidade estabelecidos para o produto estão sendo cumpridos.

Este é o time responsável por aumentar as chances de sucesso dos produtos e serviços digitais ou em miúdos é quem atesta se o APP é bom e funciona da forma como deveria. São também os responsáveis por identificar e sinalizar as correções de erros e falhas de produção, que serão retrabalhados pelo time de desenvolvedores.

O que é teste de Script

É o teste feito para mostrar se o APP ou software funciona como esperado.

Estes testes podem ser manuais, com a equipe executando comandos específicos, ou automatizados, utilizando ferramentas de testes ou linguagem de programação específica.

Os testes automatizados têm uma série de vantagens sobre os manuais, já que podem ser executados de forma contínua e rápida, sem necessidade de intervenção humana. O problema de automatizar a verificação é que ela é passível de quebra durante o processo ou caso o teste seja mal escrito, pode causar desvio no resultado.

O que é teste exploratório

Agora que você conhece um pouco do trabalho de QA, entenda o que são os testes exploratórios (TE), parte principal do trabalho desta equipe.

Eles são necessários para encontrar falhas e defeitos não identificados no teste de script e entram em cena quando temos pela frente APPs e softwares de grande penetração ou serviços que já passaram por seu período de maturação.

Eles são normalmente empregados para validar atualizações de funções e recursos e como forma de monitoramento constante de aplicativos e serviços que já estão disponíveis no mercado.

Entretanto, no dia a dia das empresas de tecnologia, este não é o único uso do teste exploratório. Veja outras aplicações para os testes exploratórios:

Descobrir fraquezas do software

Além de atestar a qualidade do programa, indicando quais são os componentes mais estáveis x instáveis, o teste aponta fraquezas e os riscos associados a elas.

Conhecer melhor o software

Seja com objetivo de lançar novas funções, seja com intuito de integrar o software com outros serviços, os testes permitem descobrir instabilidades de funcionamento e performance ainda nas fases iniciais de implementação.

Conseguir maior variabilidade

Variar cenários e replanejar em tempo real, este é outro benefício de lançar mão do recurso avançado de testes, diferentemente do teste de script, que irá confirmar apenas se o software trabalha como deveria ou como é esperado inicialmente.

Validar ciclos curtos de desenvolvimento

Implementação de demandas emergenciais, com necessidade de pronta resolução sem comprometimento da qualidade do produto, é feita por meio de teste exploratório, onde é possível partir de um ponto atual ao desejado em pouco tempo, sem necessidade de escrever testes detalhados.

Mapear módulos e funcionalidades dos softwares

Mudanças constantes de requisitos e funções exigem estudo de possibilidades de ataque para transformação das funcionalidades e manutenção da performance do software.

Mapear defeitos

Após milhares de testes é possível localizar defeitos no software. Para entender o que leva a reprodução do mesmo, pode-se usar o teste exploratório para certificar se o defeito é reproduzível a partir de outra tela ou módulo do sistema ou se está restrito a apenas uma parte dele.

Transferir conhecimento

Preparar as equipes para trabalhar com testes exploratórios ao realiza-los em par. Assim, são passadas técnicas de extração de cenários para profissionais iniciantes que passam a ter mais domínio da ferramenta para verificações posteriores de qualidade.