rp_transformar-PC-jogos_2015-01-30-14-48-56.jpg

Como fazer um upgrade e transformar seu PC para jogos

Neste post explicaremos as peças que realmente fazem a diferença na hora de escolher uma máquina voltada para jogos. Confira.

Investir alto em um PC potente é o sonho da maioria dos gamers. Neste post explicaremos as peças que realmente fazem a diferença na hora de escolher uma máquina voltada para jogos. Chega de ser enrolado por vendedores engraçadinhos. Confira.

Veja também: Sony e Spotify em parceria para oferecer PlayStation Music.

Processador

Peça principal de qualquer máquina, o processador, também conhecido como CPU, é responsável por fazer os cálculos para o funcionamento das aplicações e atividades do computador. Na hora de escolher um processador, em primeiro lugar, você deve definir qual plataforma quer utilizar: AMD ou Intel.

Existe uma variedade enorme de modelos, com diferentes tecnologias. Na hora de montar sua máquina gamer, dê preferência aos do tipo quad-core, ou seja, com quatro núcleos de processamento.

Se você optar por Intel, processadores i5, acima do modelo 4430, já são ótimas opções.  Nos da AMD, modelos a partir do FX 6300 apresentam um bom custo-benefício.

Se você é um aficionado por desempenho, é bom sempre ficar de olho em fóruns, como o Clube do Hardware, Adrenaline ou Gamevício. Também pesquise por gráficos de desempenho, onde é possível comparar vários processadores em diversos jogos diferentes.

Placa Mãe

A placa mãe também é um componente muito importante na hora de montar uma máquina para jogos de última geração. Por isso, fique atento em alguns recursos necessários para o bom funcionamento, como Sata 3, USB 3.0, PCI Express 3.0. De preferência para os chipsets mais modernos como os x99, x79 e z97, para modelos Intel; 970, 990X e 990FX, para AMD.

Algumas marcas, como a ASus, MSI e Gibabyte possuem modelos específicos para gamers. Essas versões possuem componentes reforçados, que garantem uma maior durabilidade do equipamento. No entanto, possuem um custo mais elevado.

Placa de vídeo

Para rodar os gráficos ultrarrealistas dos games atuais é preciso uma placa de vídeo potente. Assim como os processadores, as GPUs possuem dois principais fabricantes: AMD e Nvidia. Essas fabricantes são responsáveis por desenvolver os chips gráficos das placas. Diversas outras marcas utilizam esses chips para os seus produtos.

Há uma infinidade de modelos, com os mais variados preços. Escolha placas com no mínimo 1GB de GDDR5 e 128 bits e de chips atuais: GTX 750 ou superior, nas placas NVidia; R7 265 ou superior, nas placas AMD.

Assim como nos processadores, é sempre bom ficar de olho em lançamentos, fóruns e gráficos de desempenho.

Memória RAM

A memória RAM é essencial para o bom funcionamento, seja de vários programas ao mesmo tempo, ou para jogos muito pesados. Por isso, dê preferência a DDR3 com no mínimo 1.600MHz e 8GB. Você pode aproveitar melhor o desempenho, comprando dois módulos de 4GB e utilizar o dual-channel.

HD

No HD serão armazenados o sistema operacional e todos os seus arquivos. Hoje temos no mercado os SSDs, equipamento que utiliza chips para gravar dados, que são muito mais rápidos que os HDs mecânicos. Entretanto, os SSDs ainda são caros para o tamanho de dados que podem armazenar.

Refrigeração

Quando posto em estresse, o processador ganha temperatura. Se esse calor for exagerado, pode danificar o componente. Por isso, se você for montar um PC Gamer é recomendável substituir o cooler que vem com o processador por um mais potente. Hoje, é possível encontrar boas opções de watercoolers a um preço justo, como o Corsair H50.

O gabinete também tem que ser encarado como item de refrigeração. Por isso, dê preferência a gabinetes maiores, do tipo mid ou full tower, e que forneça espaço suficiente para o bom fluxo do ar e tenha locais para a instalação de coolers extras.

Fonte

Com todos os componentes rodando em alto desempenho é preciso uma boa fonte para fornecer energia de qualidade à máquina. Por isso, esqueça fontes genéricas. Dê preferência para fontes de marcas conhecidas, com no mínimo 650w com a certificação 80 plus. Vale lembrar que os números de watts necessários podem variar de acordo com os componentes da máquina.