Dicas de como importar eletrônicos pelos Correios

Há 3 vantagens de importar produtos eletrônicos pelos Correios: rapidez, segurança e comodidade de receber o produto em casa. Saiba como!

Central dos Correios importação de pacotes

A importação de eletrônicos é sempre uma boa opção de compra. Na comparação com os mesmos produtos vendidos aqui no Brasil, a variação de preços pode ser de 50% a 300%.

É importante destacar que a maioria das lojas virtuais norte-americanas (como Amazon, Ebay e Target) não possui opção para remessa via correio tradicional, mas só através de encomenda expressa. Com isso, a importação pelo correio comum (USPS) acaba sendo bastante limitada. Há três vantagens ao usar uma empresa desse tipo para comprar produtos eletrônicos: rapidez, segurança e comodidade de receber o produto em casa. A grande desvantagem do serviço é o custo maior no valor do frete.

Fique por dentro das isenções de produtos importados:

Já uma das vantagens da importação via Correios é que mercadorias de até US$ 50 estão isentas de imposto, desde que o remetente e o destinatário sejam pessoas físicas. Acima desse valor ou caso o remetente seja uma empresa, será preciso pagar imposto de importação, mesmo que o produto seja amostra grátis, doação ou presente de amigo. Essa é uma das desvantagens da lei de importação simplificada.

A importação com entrega pelos Correios é limitada a mercadorias com valores até US$ 500 e você não poderá importar produtos para revenda. A importação tem de ser para uso pessoal (pessoa física) ou interno dentro da empresa (pessoa jurídica).  Os medicamentos são isentos de impostos, desde que transportados pelo serviço postal, e destinados a pessoa física. Vale ressaltar que, no momento da liberação do medicamento, o Ministério da Saúde exige a apresentação da receita médica. Livros, jornais e periódicos impressos em papel também estão livres de impostos.

O limite para importação via regime simplificado é US$ 3 mil. Entretanto, quando o valor da remessa postal for superior a US$ 500, o destinatário deverá apresentar uma Declaração Simplificada de Importação (DSI). No caso de utilização de empresas de transporte internacional expresso, o pagamento do imposto é feito pela empresa contratada à Receita Federal do Brasil. Assim, ao receber a remessa, o valor do imposto será uma das parcelas a ser paga à empresa contratada.

Fique por dentro dos valores da tributação de produtos importados:

A tributação é de 60% sobre o valor dos bens constantes da fatura comercial, acrescida dos custos de transporte e do seguro relativo ao transporte, se não tiverem sido incluídos no preço da mercadoria. Quando a remessa contiver presentes embrulhados, o preço será o declarado, desde que compatível com aqueles praticados no mercado em relação a bens similares.

 

Mantenha sua encomenda rastreada:

Por conta da demora e inúmeros trâmites que um pacote internacional recebe, uma boa dica é ter conhecimento de cada etapa que o mesmo passa até chegar à sua residência. Por isso, utilize um aplicativo, site ou ferramenta semelhante capaz de monitorar o seu pacote e rastrear suas encomendas pela internet.