rp_wifi-rede_2014-07-24.jpg

Como proteger sua rede wi-fi

Aprenda como proteger sua rede wi-fi de maneira simples e eficaz.

Muitos se enganam quando imaginam que a rede wi-fi possibilita apenas conforto, pondo fim àquela bagunça de fios. Saiba que a rede sem fio é bastante importante, pois possibilita que o ambiente tenha equipamentos conectados ao mesmo tempo e, muitas das vezes, por pessoas diferentes.

Um aparelho de TV pode ser ligado a conteúdos de internet enquanto há outras pessoas utilizando redes sociais, por exemplo. Só que para usufruir dessa praticidade é preciso ficar atento a questões importantes de segurança. Por isso, vamos enisnar como proteger sua rede wi-fi de invasões e vírus.

 

Configuração de modem

Alguma vez você já realizou a configuração de seu modem wi-fi? Se a resposta for positiva, sem dúvida se deparou com  as siglas “WEP, WPA e WPA2”. Talvez nem saiba para que servem, mas uma coisa é fundamental conhecer: essas siglas são a garantia de segurança de sua rede.  Vamos, então, desvendar o segredo delas:

 

WEP – Wired Equivalent Privacy

Em português significa “Privacidade Equivalente a de Redes” com fios. O protocolo, que nasceu junto com a tecnologia wi-fi, tornou-se bastante popular.

Ela utiliza o algoritmo RC4 para criptografar os dados a serem trocados pela rede. O mecanismo veio perdendo credibilidade na medida em que a capacidade de processamento das máquinas cresceu, pois o algoritmo limita o número máximo de combinações para senha da rede, o que torna o usuário do protocolo um alvo fácil.

Desde 2004, o WEP deixou de ser considerado um padrão quando a associação que certifica produtos para wi-fi encerrou o suporte a ele. Então, é um consenso não recomendá-lo para uso.

 

WPA – Wi-Fi Protected Access

A sigla, que em português significa “Acesso sem fio protegido”, foi a tecnologia que entrou como substituta para o agora aposentado WEP. No fim das contas, é um protocolo que era uma cópia do antigo com algumas melhorias que o tornava mais seguro.

O objetivo era não só dar uma segurança eficaz como, também, permitir que os usuários do antigo protocolo não ficassem obsoletos. WPA utiliza um sistema de encriptação de dados de 256bits, aliado a um sistema de análise de pacotes que conferiam ao conjunto o papel de protocolo padrão da indústria, já em 2003.  

 

WPA2 – Wi-Fi Protected Access II

Atualmente, é o sistema considerado padrão pela Wi-Fi Alliance. É uma versão mais completa do WPA. A maneira como o WPA 2 lida com a utilização das senhas e algoritmos reduz a praticamente zero o risco de ataques de força bruta, que é quando o invasor percorre uma lista de informações possíveis até conseguir achar a porta correta. O WPA2 garante ao usuário doméstico um protocolo de segurança máxima.

A segurança conferida é originada por sua complexidade, que o torna também incompatível com outros dispositivos. Composto pelas tecnologias  AES (Advanced Encryption Standard), um novo padrão para a segurança das informações, e CCMP (Counter Cipher Mode), um mecanismo de encriptação que protege os dados que passam pela rede, o protocolo apresenta como única alternativa para o invasor, que precisa ter algum conhecimento e acesso à rede. Sem isso, sem chance!

Fique atento às dicas e realize a melhor escolha, de acordo com suas necessidades, lembrando que segurança nunca é demais. Vale a pena a leitura de outros  posts  sobre o assunto em nosso blog.