bateria-android-smartphone

Conheça os tipos de baterias usadas em smartphones Android

Você sabe a diferença entre os tipos de baterias existentes nos dispositivos atualmente? Conheça as principais características e avanços desse componente!

Apesar de ser um item de extrema importância em dispositivos Android, a bateria nem sempre é o aspecto melhor analisado pelos usuários. Além do tempo de duração, há também o fato de que elas podem ser produzidas com diferentes materiais, o que influencia diretamente no seu peso, preço e desempenho. Atualmente, a maioria dos smartphones e tablets contam com modelos fabricados com lítio, mas tudo começou com as famosas baterias de níquel, lançadas para celulares desde a década de 80. Confira detalhes sobre todos os tipos que marcaram a geração de dispositivos móveis até hoje!

NiCd (níquel-cádmio)

Apesar de não ser mais utilizada nos dispositivos modernos, a bateria de NiCd foi muito popular na época de chegada dos aparelhos móveis – entre os anos 80 e 90. Ela foi uma das primeiras tecnologias que permitia recarga de energia e, mesmo sendo bastante limitada em comparação às tecnologias atuais, possuía um desempenho satisfatório para a época. Hoje caíram em desuso por conta do efeito memória – o ato de “viciar” – e são encontradas apenas em celulares muito antigos.

Ni-MH (hidreto metálico de níquel)

Outro tipo já obsoleto comercialmente é o de hidreto metálico de níquel. Muito parecido com a bateria anterior, ele representou o salto evolutivo ao ser capaz de armazenar mais energia por um período maior de tempo utilizando menos peso e tamanho. Além disso, outra característica que podemos destacar é seu desempenho melhor na resistência ao efeito memória. Também é dificilmente encontrada em aparelhos, sendo exclusividade de dispositivos antigos.

Li-Ion (íon de lítio)

Presente na maior parte dos aparelhos, principalmente os Android, as baterias de íon de lítio são extremamente populares. Isso se deve ao fato do lítio ser um metal muito leve, com grande potencial energético e compacto. Esse tipo também foi responsável por eliminar os problemas do “vício”, sendo totalmente imune aos efeitos memória.

Sua principal diferença em relação à maior concorrente (LiPo) é o custo de produção: baterias de Li-Ion são muito mais baratas para serem produzidas e ideal para distribuição em larga escala. Soma-se a isso que a maioria dos aparelhos da Samsung (principal fabricante Android) vêm com ela, aumentando, assim, a sua parcela de participação no mercado.

LiPo (polímero de lítio)

Conhecida por estar presente nos dispositivos da Apple, esta bateria possui o mesmo metal da Li-Ion como matéria-prima: lítio. Porém, sua principal diferença é ser mais maleável e com maior densidade energética. Na prática, isso significa que baterias de LiPo podem ser mais finas e, mesmo assim, manter a mesma qualidade de recarga de uma de Li-Ion maior. Além dos produtos da Apple, o OnePlus One, um dos melhores smartphones Android do mundo quando o assunto é bateria, também utiliza um modelo de LiPo.

Leia mais: Qual o celular com a melhor bateria?

Você já tinha ouvido falar em todos esses tipos? Qual dessas baterias já passou pelos seus dispositivos? Deixe sua opinião nos comentários!