correio-do-estado

Correio do Estado do MS ouve especialista de segurança da PSafe

Thiago Marques, especialista da PSafe, contou ao diário como o usuário comum pode tentar se proteger da ação de criminosos e evitar cair no golpe do boleto

Em matéria sobre a Gangue do Boleto, o jornal Correio do Estado do Mato Grosso do Sul ouviu especialista de segurança da PSafe Tecnologia. Thiago Marques contou ao diário como o usuário comum pode tentar se proteger da ação de criminosos e evitar cair no golpe do boleto, o Bolware.

Conheça as dicas da PSafe, com Thiago Marques:

– Verificar se o código do banco, aquela sequência de três dígitos que abre o boleto, é mesmo do banco que emitiu o boleto. Porém, se o banco original emissor do boleto for o mesmo banco utilizado para receber o dinheiro desviado, não terá como o usuário perceber a ação do malware.

– Analisar o comportamento do navegador de internet/browser. O bolware age preferencialmente no Internet Explorer. Caso utilize outro navegador para realizar a transação e este seja fechado indicando a utilização do IE, pode ser um sinal de infecção.

– Usar produtos para autenticação e assinaturas digitais para realizar transações financeiras.

Os demais sintomas são comuns a outros tipos de malwares. O especialista de segurança Thiago Marques ainda recomenda atenção redobrada em e-mails com links, para evitar cair em golpes de phishing e-mail.

Matéria publicada em julho de 2014 no Correio do Estado do MS.