rp_hacker-cracker-PSafe_2013-10-07.jpg

Cracker x hacker: você sabe a diferença?

A palavra hacker é muito mais conhecida, mas quem acompanha o mundo da tecnologia sabe que também existe o termo cracker. Mas, apesar de muitos citarem as duas […]

A palavra hacker é muito mais conhecida, mas quem acompanha o mundo da tecnologia sabe que também existe o termo cracker. Mas, apesar de muitos citarem as duas palavras, elas possuem significados diferentes.

De maneira geral, os hackers são pessoas que conseguem alterar programas, arquivos e até componentes de computador. A alteração pode incluir novas funções no programa ou aparelho ou pode ser uma mudança de uma função já existente. Por outro lado, o termo cracker é utilizado com o sentido de indicar a pessoa que consegue quebrar um sistema de segurança.

Ou seja, ambas as palavras são utilizadas para pessoas que possuem grandes habilidades com computadores. No entanto, cada uma delas tem um sentido diferente, já que o hacker age de maneira diferente do cracker e vice-versa. Em relação à postura, o grande diferencial é que o hacker não utiliza nenhum método para agir de forma ilegal, enquanto o cracker é o criminoso virtual, que pratica roubos e disseminam vírus na internet. Sendo assim, na grande maioria das vezes, chama-se de hacker o que deveria ser chamado de cracker.

A diferenciação de conceitos, porém, é questionada até mesmo dentro da área de tecnologia. Muitos especialistas afirmam que o melhor seria chamar os hackers e crackers conforme o que fazem, designando-os por Black Hat (chapéu preto), White Hat (chapéu branco) e Gray Hat (chapéu cinza). Quem é White Hat tem por objetivo a segurança digital e costumam usar as suas habilidades somente para o bem, de forma totalmente ética.

O Black Hat, por sua vez, é o criminoso virtual, que modificam programas e arquivos para conseguirem roubar dados e informações pessoais e acessarem sites de forma maliciosa. Já quem é chamado de Gray Hat é uma pessoa que costuma agir como um White Hat, mas não é tão ético e acaba gerando dúvidas quanto a suas intenções.

Devido ao conhecimento comum e à falta de consenso entre os próprios profissionais da tecnologia, é normal que o termo hacker e cracker continuem sendo utilizados de forma negativa. Mas é importante saber que nem todo indivíduo com as habilidades age de forma mal intencionada.