rp_cpf_2014-09-25.jpg

Cuidado ao compartilhar o número do seu CPF na internet

Cuidado ao compartilhar seu CPF na internet. Saiba quais cuidados você deve ter.

Será que você corre riscos em informar seu CPF na internet? A resposta é simples: Sim! Trata-se de algo muito arriscado. Seu número de identidade é uma forma essencial de identificação e é crucial para provar quem você é. O roubo e uso de CPFs alheios é mais frequente do que você pode imaginar. Mesmo assim, há certas situações onde o número do CPF é solicitado. Saber quando se deve informar, e quando não, pode ser complicado.

Abaixo, selecionamos alguns conselhos úteis para você proteger seu CPF e não ser vítima de um golpe na internet:

1. Pergunte a razão do pedido

Muita gente esquece que pode fazer perguntas sobre o uso de uma informação tão valiosa e necessária como seu número de CPF. Não duvide em ligar e perguntar a um representante de qualquer entidade que solicitou a informação por que é necessário o número de CPF e como será usado por essa entidade. Caso não quiserem responder ou parecer que estão evitando a pergunta de algum jeito, é um alerta.

 

2. Pergunte se pode usar formas alternativas de identificação

Às vezes uma entidade lhe permitirá utilizar outra forma de identificação no  lugar de seu número de CPF, assim não duvide em perguntar a um representante se for uma possibilidade. Números de carteira de motorista, número de passaporte ou seu endereço às vezes podem ser suficientes.

 

3. Não responda e-mails que pedem seu número de CPF ou outra informação importante

Um golpe popular que os ladrões utilizam é enviar um e-mail de sondagem oficial pedindo seu número de CPF, dados bancários ou outras informações. Não responda esse tipo de solicitação e nem clique em links nestas mensagens! Se você receber uma solicitação dessas, ignore e denuncie o e-mail como spam, ao seu serviço de e-mail.