Engenharia social spam seguranca

Engenharia social X Usuário

Pesquisa mostra que além dos programas para segurança digital é necessário que o usuário conheça as regras de segurança.

Apesar das diversas barreiras digitais criadas para impedir o roubo de informações e dados dos usuários, o spam ainda representa dois terços dos emails. Essa quantidade elevada é causada pela engenharia social. O estudo da Intel, “Hacker contra o sistema operacional humano” mostra que a causa do sucesso do spam é o próprio ser humano, o que torna importante oferecer ao usuário não só soluções, mas conhecimento também.

Veja também: Cinco questões de segurança digital que serão debatidas em 2015

Não adianta ter inúmeros programas funcionando como barreira se o escudo principal, o usuário, não está totalmente consciente e informado. Além das dicas abaixo, também é necessário manter o antivírus atualizado e, principalmente, manter a mente atualizada. Saber como funciona, o que faz, como se proteger e o que não deve ser compartilhado é a maior barreira contra ataques digitais. Conte com a PSafe para isso.

O que é spam

Spam são mensagens enviadas via email com o intuito de roubar algo de quem recebe. Podem ser informações, senhas e/ou arquivos em geral. Eles podem levar o leitor para sites infectados com malware ou sites de phishing. Segundo a pesquisa, 18% dos usuários visitam links em e-mails de phishing.

O que é engenharia social

Esse método utiliza a inocência das pessoas para conseguir acesso a informações digitais. Essa barreira vencida pelos criminosos é chamada de ‘firewall humano’, porque a máquina tem um firewall que funciona como um escudo contra ataques cibernéticos, mas o usuário detém o poder de liberar o acesso a terceiros ou não, sendo ele, também, um escudo de proteção. Se o próprio usuário liberar o acesso para o criminoso, o firewall da máquina não conseguirá impedir ações como furto de senhas do banco e informações de cartão de crédito.

Através de ataques utilizando a engenharia social, o hacker manipula procedimentos de segurança para alcançar o objetivo. Por exemplo, um email do banco dizendo que o site está com problemas e solicitando que você clique em um link e ponha seus dados e senha para poder acessar sua conta online. Apesar de ser muito parecido com o site oficial, é um site falso com o intuito de roubar seu dinheiro. Isso é uma ação de engenharia social.

Como evitar a quebra de segurança

Pense antes de clicar/abrir algo na internet

É importante analisar se é seguro. Se parecer suspeito, procure o “remetente” ou faça uma pesquisa na internet para confirmar que não é um ataque. Ex. email de banco pedindo para você digitar sua senha ou de empresa dizendo que se não clicar sua conta será desativada.

Não atenda a pedidos que passem por cima das regras de segurança

Por exemplo, passar informações de acesso e/ou senha por email para um suposto técnico que está dizendo que você tem problemas com o acesso à internet.

Mantenha se informado sobre o que acontece no mundo da segurança digital

O PSafe Blog lhe ajuda a ficar por dentro das novidades e a entender os crimes digitais.