Erro de digitação ajuda banco a evitar roubo de R$ 3,1 bilhões

Erro de digitação ajuda banco a evitar roubo de R$ 3,1 bilhões

Instituição bloqueou transferência após identificar palavra errada; golpistas ainda levaram US$ 81 milhões

Um erro de ortografia em uma tentativa de transferência bancária on-line envolvendo o Banco de Bangladesh e o Fed de Nova York ajudou a evitar um golpe de quase US$ 1 bilhão (cerca de  R$ 3,1 bilhões). Uma movimentação foi bloqueada porque a beneficiária da transação, uma suposta ONG chamada de “Shalika Foundation”, foi identificada como “Shalika Fandation”.

Os operadores do Deutsche Bank, banco responsável por intermediar as transferências solicitadas pelo Banco de Bangladesh ao Fed, pediram para a transação ser interrompida após estranharam o erro e também o volume das movimentações. Foram mais de 30 pedidos de transferência de recursos para contas nas Filipinas e no Sri Lanka entre os dias 4 e 5 de fevereiro.

Leia também:
Facebook e WhatsApp aumentam encriptação de mensagens
Obama se posiciona sobre briga entre Apple e FBI

No total, movimentações de US$ 850 milhões (R$ 3,1 bilhões) foram barradas. Mas os criminosos ainda conseguiram transferir US$ 81 milhões (R$ 300 milhões) para contas nas Filipinas, uma das maiores quantias em uma tentativa de golpe já registrada. O Banco de Bangladesh tenta recuperar a quantia com ajuda das autoridades; parte dele, segundo a instituição, já foi resgatada, mas o restante está passando por lavagem em cassinos.

Com informações do The Guardian