Fotos vazadas na internet: o que fazer e como se prevenir desse crime virtual

Fotos vazadas na internet sem sua permissão? Saiba o que você deve fazer em casos de exposição e veja dicas para se prevenir e garantir sua privacidade

Ter fotos vazadas na internet é um crime virtual que têm crescido bastante nos últimos tempos. Diversas pessoas, inclusive famosos, já sofreram com a prática, ao terem suas fotos íntimas expostas sem consentimento nas redes sociais. Um dos casos mais conhecidos foi da atriz Carolina Dieckmann, que teve diversas imagens divulgadas após hackers invadirem o seu e-mail. Após o triste episódio, a lei Carolina Dieckmann foi criada para tratar de delitos ou crimes informáticos.

Fotos vazadas: como elas foram parar na internet?

É comum que casais troquem fotos íntimas através de aplicativos de mensagens instalados no celular, como o WhatsApp. O problema é quando o relacionamento termina e uma das partes usa essas imagens para expor e humilhar o outro. Esse ato de vingança vem crescendo a cada dia e, por isso, é preciso ter cautela ao enviar suas fotos para outras pessoas.

Um outro grande vilão das fotos vazadas é o hacker, que invade o seu computador, celular, e-mail e redes sociais através de um malware ou golpe. Com isso, ele acessa e rouba todas as suas imagens e vídeos, podendo usar esse material para fazer chantagem e extorquir seu dinheiro.

Como prevenir e me proteger desse crime?

A equipe do DFNDR Lab, laboratório de segurança especializado no combate ao cibercrime, separou algumas dicas simples que te ajudam, e muito, a proteger sua privacidade na rede.

1 – Sempre atualize o sistema operacional do seu celular ou computador

Manter a atualização do sistema operacional é importante para evitar falhas de segurança em versões antigas. Dessa forma, será mais difícil de um hacker conseguir acesso aos seus dispositivos e, assim, roubar fotos e vídeos.

2 – Use senhas realmente fortes e diferentes para cada conta

Isso dificulta o trabalho de qualquer invasor, pois ele vai levar muito mais tempo para tentar derrubar sua senha de acesso à redes sociais, e-mail e outras contas pessoais. Uma boa senha precisa ter pelo menos 8 caracteres, entre letras maiúsculas, minúsculas, símbolos especiais e números. Não dê sua senha para outras pessoas e sempre utilize senhas diferentes para cada conta que possua.

Leia mais: Aprenda a criar senhas seguras e protegidas

3 – Tenha um bom antivírus instalado

O antivírus protege, em tempo real, seu computador ou celular para que você possa acessar sua conta nas redes sociais, conversar por apps de mensagens e trocar arquivos com mais segurança e privacidade. Isso porque o antivírus detecta e remove ameaças do seu dispositivo. Para o celular, recomendamos o antivírus gratuito DFNDR Security, que bloqueou, somente no primeiro semestre deste ano, 120 milhões de vírus.

Leia mais: DFNDR bloqueia 120 milhões de vírus em 6 meses

3 – Esconda os dados importantes

É importante garantir proteção a mais ao seu celular, caso você tenha o hábito de guardar fotos, vídeos ou dados sigilosos nele. Assim, você evita que outras pessoas tenham acesso aos seus arquivos sem sua permissão. O DFNDR Security, além de antivírus, possui funções de Cofre e Galeria Secreta, que te permitem inserir uma senha extra aos seus aplicativos bancários, de relacionamento e a galeria de fotos.

Minhas fotos foram expostas na internet: e agora?

1 – Reúna todas as provas

Faça cópias de tudo que foi divulgado, anote a URL dos sites ou redes sociais onde as fotos vazadas estão e tire print das telas e das pessoas que compartilharam o conteúdo.

2 – Faça uma Ata Notarial

Vá até um cartório e faça uma Ata Notarial de todos os documentos que conseguiu reunir como provas. Esse procedimento serve para autenticar todos os arquivos para que eles sejam válidos legalmente.

3 – Faça um Boletim de Ocorrência

Leve todas as provas que reuniu impressas, em um CD ou pen drive até a delegacia mais próxima e denuncie. Você também pode procurar uma delegacia especializada em crimes cibernéticos e um advogado.

4 – Tente pedir a remoção do conteúdo da página em que foi divulgada

Se o conteúdo foi divulgado em redes sociais, como o Facebook e Instagram, é possível utilizar o recurso de “denúncia” disponível nessas plataformas, solicitando a remoção dos arquivos. Caso tenha dificuldades, você pode entrar com uma ação judicial para pedir a remoção do conteúdo compartilhado na internet.

fotos-vazadas