rp_Google-Chrome_2015-02-24-12-21-43.jpg

Google bloqueia sites maliciosos

Preocupada com a segurança dos usuários, a gigante criou o SafeBrowsing. Entenda como ele funciona.

Mantendo o objetivo de oferecer um serviço de qualidade que não só traga satisfação e facilidade, mas também segurança, o Google anunciou mudanças no Chrome e na ferramenta de pesquisa.

Veja também: Como limpar o histórico do Google Chrome no Android

Agora o navegador da empresa irá mostrar uma tela de atenção antes de carregar sites que contenham conteúdo malicioso. O usuário tem a opção de ignorar e carregar o site, caso ele se responsabilize pelos riscos.

O resultado das pesquisas realizadas no Google também foi melhorado para oferecer mais segurança ao usuário. A partir de agora o sistema de buscas incorpora sinais que ajudem a identificar sites maliciosos. Também foram desabilitados anúncios com possibilidade de levar o usuário a um site mal intencionado.

Isso é permitido por uma iniciativa do Google, o SafeBrowsing, que reúne listas de URLs possivelmente infectadas por malware ou phishing. Ele é utilizado por navegadores como Chrome, Safari e Mozilla Firefox. Também está disponível em forma de API (funções acessíveis por programação que permitem realizar alterações em partes personalizáveis de um software), tendo as informações compartilhadas entre os provedores de internet.