rp_google-chrome_2014-07-24.jpg

Google corrigirá bug do Chrome que prejudica bateria de notebooks

Após quatro anos o Google finalmente anunciou que vai corrigir um bug que afeta a bateria de computadores.

Finalmente, após quatro anos, o Google anunciou que corrigirá nas próximas semanas um bug do Chrome que prejudica a bateria dos laptops. A falha, que originalmente foi apresentada como um recurso, faz com que o navegador sobrecarregue o processador e consuma mais energia. O bug existe desde 2010 e foi descoberto por Ian Morris, colunista de tecnologia da Revista Forbes.

De acordo com Morris, a falha do navegador, ao ser iniciado, modifica o tempo de descanso do Windows  para 1 milissegundo, medida muito menor do que os 15 milissegundos que são padrão do sistema. Na prática, isso significa que o Chrome obriga o processador a ficar alerta a cada milissegundo, mesmo que não haja atividade nenhuma no navegador.

Outros navegadores não modificam esse ajuste e o processador pode “descansar” mais, ficando alerta apenas a cada 15 milissegundos, poupando a bateria do notebook. Segundo Morris, dados da Microsoft mostram que modificar o tempo de descanso para 1 milissegundo pode aumentar em até 25% o consumo de bateria do notebook.

O jornalista ressalta que o problema só acontece em notebooks que usam Windows. Aparelhos da Apple ou outros que rodam o sistema Linux não sofrem com o bug.