rp_bomb-gaza_2014-08-07.jpg

Google elimina da Play Store jogo que simulava o conflito de Gaza

Um jogo cujo objetivo era bombardear alvos certos na Faixa de Gaza foi retirado do ar. A intenção era “soltar bombas e evitar mortes de civis”.

A Google retirou do ar um jogo cujo objetivo era bombardear alvos certos na Faixa de Gaza. O objetivo do game era “soltar bombas e evitar mortes de civis”. Bomb Gaza foi lançado no dia 29 de julho, acompanhando a onda de ataques israelenses ao território palestino.

A presença do game na loja gerou uma série de reclamações no Twiiter. O jogo recebeu pouco mais de mil downloads e foi classificado como nível “baixo”, sendo indicado até para crianças.

Um print postado no Twitter demonstra um pouco da dinâmica do game. Um avião israelense sobrevoa a região dos ataques mirando bonecos caricaturados em preto e civis vestindo branco. Aparantemente, o jogador perdia o game assim que o seu “percentual de raiva” com a comunidade internacional ultrapassasse o limite, a barra que gerava a derrota do jogador era medida de acordo com o número de civis atingidos.