Google pode quebrar senha e invadir Android

Documento de Manhattan libera investigação e quebra de senha no Android.

Escolher um código seguro para o celular já não é suficiente. Misturar letras maiúsculas, minúsculas e números não basta para livrar o aparelho de algum tipo de espionagem.

O documento americano que trata da segurança pública, informou que  o Google pode acessar dispositivos que possuem o sistema Android, caso a empresa seja intimada judicialmente. O buscador poderá ignorar a senha de aparelhos que rodam versões que antecedem o Android Lollipop 5.0 e verificar dados necessários para investigações.

A averiguação pode ser feita de maneira remota pelo Google, sem a necessidade de estar com o aparelho em mãos. O documento ainda afirma que, caso não haja êxito na tentativa de quebrar o código secreto a empresa pode resetar a senha e criar uma nova.

Os únicos aparelhos que escapam desta possibilidade são os que possuem uma versão superior ao Lollipop. Logo, o cálculo é de 74% dos dispositivos vulneráveis a esta possível investigação.

Você pode ver ler todo o documento em inglês aqui.