rp_governo-brasileiro-tinder-carnaval-camisinha_2015-02-12-15-15-31.jpg

Governo brasileiro usa Tinder para conscientizar jovens no carnaval

Campanha de conscientização usa perfis fakes para alertar sobre o uso do preservativo.

O carnaval é, provavelmente, o momento do ano de mais “pegação casual”. Todos já viveram – ou conhecem alguém que viveu – aquela paixão louca de apenas um dia e que depois entrou para a categoria de “amor de carnaval”. Pensando justamente nisso, o governo brasileiro resolveu usar um dos aplicativos mais utilizados para encontros casuais, o Tinder, para conscientizar a população sobre o uso da camisinha.

A mensagem é passada através de perfis falsos criados pelo governo. Nesses fakes, homens e mulheres atraentes se dizem interessados por sexo casual e, de preferência, sem camisinha. Entretanto, essa informação do perfil fake é logo desmascarada com uma das fotos da pessoa que traz a mensagem: “É difícil saber quem tem HIV. Se divirta, mas se proteja”. A campanha começou no dia 23 do último mês e o governo teve que ir até boates e bares frequentados pelo seu público-alvo para disseminá-la. O objetivo da campanha é conscientizar a população jovem neste período pré-carnaval.

Quem parece que não gostou muito da ação do governo brasileiro foi o próprio Tinder. Em um tweet já deletado, o vice-presidente de comunicação da companhia havia reclamado que a iniciativa violava os termos de serviço do aplicativo. Mesmo assim, não há confirmação da exclusão dos perfis falsos pelo app. Por outro lado, outro aplicativo alvo da mesma campanha aderiu à ideia. O Hornet, app semelhante ao Tinder e direcionado para o público gay masculino, declarou que irá trabalhar junto com o governo brasileiro para aperfeiçoar a campanha.