rp_S8_2013-09-02.jpg

Guardar a senha na memória é a melhor segurança

Recentemente, foi publicada uma notícia informando que o navegador Google Chrome permitia o acesso fácil às senhas salvas no browser. Assim, qualquer hacker poderia ter em mãos todas […]

Recentemente, foi publicada uma notícia informando que o navegador Google Chrome permitia o acesso fácil às senhas salvas no browser. Assim, qualquer hacker poderia ter em mãos todas as informações pessoais do usuário. A informação causou desconfiança, mas o que muita gente não sabe é que todos os navegadores, em maior ou menor grau, oferecem o acesso às senhas armazenadas.

Ou seja, ao mesmo tempo em que você quer poupar alguns segundos e até a sua memória de ter que se lembrar de uma determinada combinação de letras e/ou números, você está colocando a sua segurança digital em risco.

Então, o que fazer? A melhor maneira é realmente usar a memória para não ter problemas. Mas é importante você saber mais sobre esse assunto, até mesmo para se proteger de qualquer ataque virtual.

Senhas armazenadas

Quando se fala no termo senhas armazenadas, é necessário entendê-lo não apenas como guardar a senha no navegador, no recurso oferecido por eles. Marcar em qualquer site a opção “lembrar login e senha” também é perigoso e entra neste quesito.

É claro que o Google Chrome, como já abordado, oferece acesso simples às senhas armazenadas, já que possui um botão específico para isso. Mas o Mozilla Firefox é outro navegador que contém a mesma função.  Os outros navegadores, apesar de não terem este botão, oferecem fácil acesso aos hackers às senhas armazenadas. Portanto, não adianta trocar de navegador, porque isso não vai resolver o seu problema.

Na verdade, é preciso não salvar nenhuma senha em site ou navegadores. Isso é importante porque, quando você guarda a informação, é criado um identificador permanente que salva as informações e as reenvia quando necessário. Neste momento, surgem os chamados cookies, ou seja, grupos de dados trocados entre navegador e servidor dos sites. Quando um hacker tem acesso ao seu computador, ele pode fazer o que é conhecido como roubo de cookies, tendo acesso aos seus dados pessoais.

Como se proteger

Como já informado, não adianta trocar de navegador para evitar que a sua senha armazenada seja roubada. Também não é suficiente utilizar alguns recursos de segurança, como a adoção de uma senha-mestre no navegador Mozilla Firefox. Na verdade, os navegadores pouco podem fazer para evitar que alguém recupere a sua senha salva.

As atitudes mais eficazes são manter a senha na memória e ter um antivírus instalado que remova os cookies do seu navegador. O antivírus PSafe Antivirus remove todos os tracking cookies do seu PC, mantendo-o ainda mais seguro.

Outra possibilidade é utilizar o bloqueio de tela oferecido pelo Windows. Você pode ativar o bloqueio de tela com o atalho Windows+L. Assim, se alguém tentar usar o seu computador, precisará digitar a sua senha ou trocar de usuário.

Com estas três atitudes, você garante que suas senhas e informações pessoais estão realmente seguras.