Hashtag-#MeuAmigoSecreto-fortalece-movimento-feminista-nas-redes-sociais

Hashtag #MeuAmigoSecreto denuncia machismo nas redes sociais

Movimento feminista toma força nas redes sociais e mulheres soltam a voz para denunciar abusos.

#MeuAmigoSecreto

Uma em cada 14 mulheres já sofreu algum tipo de abuso sexual ao menos uma vez na vida. Os dados são da revista internacional The Lancet, um dos veículos científicos mais importantes em saúde pública.

O caso no Brasil também é alarmante. O IPEA estipula que  em dois anos 17 mil mortes de mulheres foram causadas por conflitos de gênero, também chamado feminicídio. Com este dado pode-se dizer que uma mulher morre a cada 90 minutos no país.

Muitas vezes chegar à delegacia para prestar queixa pode ser outro constrangimento. Há relatos que autoridades não dão crédito à vítima e amenizam o problema da violência. Por isso, as redes sociais atualmente são um grande canal para o movimento feminista.

Veja também:  Cinco canais do Youtube para desconstruir preconceitos

Como surgiu?

Depois da hashtag #PrimeiroAssedio, espaço em que mulheres relatavam abusos sofridos para denunciar e encorajar o gênero a denunciar, surge #MeuAmigoSecreto. Com ela, relatos de situações machistas são mencionados de maneira corajosa, sem citar nomes. As referências vêm da brincadeira Amigo Oculto ou Amigo Secreto, onde antes de presentear, os participantes dão dicas para que outros descubram quem é a pessoa mencionada.

Abaixo alguns exemplos de mulheres que resolveram falar sem medo:

20151124203621562802u

meuamigosecreto-machismo_5