Inglaterra instalará carregadores sem fio para carros elétricos nas estradas do país

Agência do Governo já abriu concorrência para analisar propostas de empresas interessadas em realizar testes dos carregadores para carros elétricos

O meio ambiente é, atualmente,  uma das principais preocupações dos fabricantes de automóveis no mundo. A nova moda do mercado são os carros elétricos, normalmente carregados através de uma tomada. Mas, e se ao dirigir um carro elétrico na estrada, ele fosse automaticamente carregado? Esta é a ideia do governo da Inglaterra, que divulgou nesta semana que instalará carregadores sem fio para carros nas estradas do país.

Veja também: Carros que dirigem sozinhos devem estar nas ruas em até 10 anos

De acordo com a agência do governo inglês, a ideia é testar a tecnologia por um ano e meio antes de instalar oficialmente em uma via pública.

Mas, como esta tecnologia funciona?

No processo, conhecido como ‘carregamento por indução magnética’, cabos elétricos são enterrados embaixo do asfalto das estradas, produzindo um campo magnético. O carro recebe esse campo e transforma isso em energia para o seu funcionamento.

Esta tecnologia já existe na cidade de Gumi, na Coreia do Sul, onde ônibus elétricos que trafegam em uma rua com extensão de 12 km, são carregados automaticamente.

Carros elétricos no Brasil

No Brasil, a cidade de Recife, em Pernambuco, é pioneira em um projeto já existente em grandes metrópoles como Londres, Paris e Berlim: o empréstimo de carros elétricos.

O projeto ‘Carro Livre’ disponibilizará três carros elétricos em cinco estações espalhadas pela capital pernambucana. O usuário poderá ‘alugar’ seu carro através de um aplicativo. Antes, porém, o motorista deverá se cadastrar na sede do projeto.

A assinatura mensal do ‘Carro Livre’ custará R$ 30. Para cada viagem de meia hora, serão cobrados R$ 20 do motorista que realizar o trajeto sozinho. Para pagar menos, o usuário deve anunciar a ‘carona’ no aplicativo, dividindo o valor da corrida.

Os carros usados no programa foram importados da China e tem capacidade para até duas pessoas, com uma autonomia de energia de até 120 quilômetros.