bsd gpl

Já ouviu falar de código aberto, BSD e GPL, mas desconhece? Aprenda aqui

Existem muitos softwares de código aberto por ai, mas eles não são tão livres quanto se imagina. Conheça as principais licenças utilizadas: BSD e GLP.

Hoje existem muitos softwares de código aberto no mercado, inclusive sendo utilizados como base para produtos conhecidos como os Microsoft, da Apple e do Google. Mas esses programas não estão tão livres assim. Cada um segue uma (ou mais) licença de distribuição. Elas garantem que os desejos dos criadores serão atendidos por quem utilizar os códigos. Um software muito conhecido que segue essa linha é o Linux.

Você deve estar se perguntando como um código aberto pode ser utilizado e comercializado por empresas grandes. Entenda as duas licenças mais utilizadas e o que elas permitem.

BSD

BSD é a sigla de Berkeley Software Distribution, um sistema derivado do Unix. Inicialmente, essa licença era utilizada somente para o sistema operacional de mesmo nome, mas hoje existem diversos sistemas sob ela. Assim como também foram criadas variações e revisões. Essa é uma licença Copycenter/domínio público.

A versão original, abaixo, contém uma cláusula que ficou conhecida como “cláusula propaganda”, pois determina que seja incluída uma citação no código fonte dos trabalhos derivados dizendo que o produto contém software desenvolvido pela Universidade de Berkeley. Em 1999 ela foi retirada. Um dos motivos para a retirada foi que essa cláusula causava incompatibilidade com a licença GPL.

licenca bsd

GNU/GPL

GPL é a sigla de General Public License (Licença Pública Geral), enquanto que GNU é um acrônimo recursivo de is Not Unix (lembrando que BSD é Unix). As duas siglas se referem a mesma licença. Como essa é a licença utilizada pelo Linux, tornou-se a mais adotada. Essa é uma licença Copyleft, ou seja, está liberada para ser utilizada, modificada e compartilhada.

Relação entre as licenças

A versão original da BSD não permite integração entre ela e a GLP, o que foi corrigido com a revisão. Elas são as licenças mais utilizadas para softwares de código aberto tendo como principal diferença que a GPL requer que seus derivados sejam licenciados por ela também. Enquanto que a BSD só pede que os autores do código base sejam reconhecidos.