rp_mulheres-brasileiras_2014-05-27.jpg

App KiteString para celular é usado para a segurança das mulheres

Veja um aplicativo, chamado KiteString, que já é usado nos EUA para segurança das mulheres, avisando sobre seu encontros e compromissos.

As mulheres ganharam mais um aliado quando o assunto é garantir a segurança pessoal. Um aplicativo promete avisar a contatos de emergência caso não seja possível confirmar sua integridade dentro de um período de tempo estipulado.

A ideia surgiu para proteger as mulheres contra diversos tipos de crime, como assalto, assédio sexual e, em casos mais estremos, estupros. É um app ‘comum’ de alerta de pânico e indicação de que algo não vai bem. Até aqui, nenhuma novidade, mas o que o KiteString faz é permitir às mulheres se prevenir contra estas acontecimentos, programando a ação do app em casos em que se sintam ameaçadas, eliminando a necessidade de acionar o app ou mexer no celular para conseguir emitir o alarme.

A usuária deve entrar no aplicativo e informar o tempo necessário para que passe a se sentir segura. Então, saídas à noite, encontros na internet, entre outras atividades, podem ser agora vigiados.

A mulher acessa o app e pode informar onde vai, com quem e personalizar a mensagem de alerta que será enviada aos contatos selecionados, caso algo saia errado, para que a pessoa marcada tome providências. E, quando está previsto algum atraso, a mulher pode informar o acréscimo de tempo ao contador, enviando uma mensagem.

Para cessar o serviço, a qualquer momento, a mulher pode informar que já está segura. O app é internacional e cobra tarifas de SMS internacionais. Enquanto não surge uma versão brasileira, mulheres podem usar o KiteString para se sentirem mais seguras nas ruas do Brasil.