android seguro

Menos de 1% dos Androids apresentam aplicativo com potencial perigoso

Relatório divulgado pelo Google mostra que aparelhos que baixam apps por fontes confiáveis têm menos de 1% de chance de ser infectado

O Google analisa a segurança do Android com frequência e divulgou um relatório sobre 2014. Os números mostraram que aplicativos baixados por fontes não-oficiais deixam o aparelho vulnerável e suscetível a invasões.

Veja também: Total Apps, a vitrine de aplicativos certificados pela PSafe

Através desses dados descobriu-se que em 2014 menos de 1% dos dispositivos contavam com aplicativos potencialmente perigosos. Se for analisar os que baixam somente pela Play Store esse número cai para 0,15% . Tais números excluem aparelhos que possuem root. Os que possuem root e baixam de fontes não confiáveis têm mais de 1%.

android-infectados-com-root

Desde o ano passado a gigante tem verificado todos os aplicativos instalados nos Androids a procura de códigos maliciosos. Essa varredura é feita em apps baixados pela Play Store ou por outros lugares. De acordo com o Google, todo dia são realizadas 200 milhões de varreduras rodando em segundo plano nos dispositivos.

Para que seu Android seja verificado automaticamente é necessário manter habilitadas as opções de “Verificar apps” dentro do app “Configurações Google”.

aplicativo configurações do google

Até 2014 a verificação era toda automatizada, mas este ano ganhou um fator humano. Foi formada uma equipe de especialistas para testar, manualmente, os aplicativos enviados para aprovação antes de entrarem na loja. A ideia é verificar se os termos de uso para desenvolvedores estão sendo violados, o que traria vulnerabilidade para o usuário. Questões como se é estável ou se funciona bem não são abordadas.

Vale ressaltar que o Google afirma que tal verificação não acessa dados pessoais, localização e fotos, mantendo a privacidade do usuário. A análise é somente dos aplicativos e visam trazer segurança para os aparelhos e seus donos.