Para Tim Cook, da Apple, a era dos PCs acabou

Executivo defende que cada vez mais pessoas devem trocar o computador pessoal por uma experiência mobile. Entenda por quê.

Os números não mentem: o futuro da internet está na tela do celular. Queridinho de 76% dos brasileiros conectados, o smartphone vem mostrando que não é só o meio mais confortável e acessível de navegar na web, mas, graças ao número crescente de pessoas que só se conectam através dele, o mais conveniente, também.

Tim Cook não pensa diferente. Em entrevista para o jornal inglês The Telegraph, o CEO da Apple disse que não entende por que alguém ainda dedicaria os seus tostões à compra de um computador pessoal. A declaração tem um quê de jabá, claro, mas não deixa de fazer algum sentido. Segundo Cook, a maioria das pessoas se daria por satisfeita se experimentasse um iPad Pro, último lançamento da Apple no segmento de tablets.

“O iPad Pro é o sucessor de noteboks e computadores desktop para muitos, muitos usuários. Eles vão começar a usá-lo e logo chegarão à conclusão de que não precisam de nada além de seus celulares.”

O iPad cresceu

Para quem não sabe, o iPad Pro é uma espécie de iPadão: maior, mais robusto e mais potente que as versões clássicas do tablet da maçã. De fato, uma solução prática para quem usa a web para comunicação e entretenimento, mas pouco indicado para quem tem o costume de digitar ou fazer edição de fotos, apesar da possibilidade de integração com teclados Bluetooth, por exemplo.

Opiniões de fãs e detratores à parte, a questão é que, mesmo levando em conta o fato de a Apple continuar lançando novas versões do iMac e do MacBook, as chances de Tim estar errado são pequenas. De fato, a tendência é gastarmos cada vez mais tempo online em plataformas móveis, e não em computadores pessoais.

E você, concorda com a declaração ou acha que não passa de exagero? Onde você mais acessa a internet? No smartphone, no tablet ou no computador pessoal?