Pokémon GO chega ao Android mais cedo que o esperado

Agora você pode capturar Pokémons na sua própria cidade usando apenas o celular

Demorou menos que o esperado para o badalado jogo mobile Pokémon GO chegar aos celulares dos usuários. Apesar de lançado apenas para Austrália e Nova Zelândia, o game mais aguardado desde a E3 ganhou repercussão mundial nesta semana por misturar a nostalgia de ser um mestre Pokémon com a modernidade da realidade aumentada. Mesmo disponível para Android e iOS, o jogo ainda não está liberado para ser baixado na Google Play Store do Brasil.

Liberado ontem, terça-feira, Pokémon GO já mostrou a que veio: tirar o usuário de dentro de casa. Sua jogabilidade incentiva e exige que os jogadores saiam por aí em busca de novas espécies, arenas de batalha e lutas contra Pokémons selvagens. Isso porque o jogo utiliza o GPS do seu smartphone para indicar onde eles estão escondidos e apresentar a você um novo conceito de realidade aumentada.

Confira o trailer:

Aparecem os primeiros problemas

Como foi lançado para apenas um grupo muito pequeno de pessoas, Pokémon GO pode ser considerado como um jogo ainda em fase de testes. Mesmo assim, alguns problemas já começaram a ser reportados. Mesmo sendo relativamente leve e possuir gráficos elaborados, o consumo de bateria é um fator que está gerando bastante reclamações, já que o game incentiva os jogadores a saírem de casa apontando a câmera do celular ao seu redor e acaba deixando diversas pessoas sem bateria e local para carregar.

Além disso, alguns usuários brasileiros que tentaram baixar o APK da Google Play Store australiana também podem estar encontrando dificuldades. Nesse caso, o problema provavelmente é de que o GPS do game ainda não deve reconhecer a localização dos jogadores como lugares em potencial para encontrar Pokémons.

Ansioso para poder colecionar Pokémons e se tornar um verdadeiro mestre? Conte suas expectativas nos nossos comentários!