rp_Connected-Car_2014-05-12.jpg

Começa corrida por privacidade e segurança de carros conectados

A Internet das coisas irá revolucionar a interação entre seus dispositivos eletrônicos e carro e casa num futuro próximo.

A Internet das coisas irá revolucionar a interação entre seus dispositivos eletrônicos e carro e casa num futuro próximo, o que representará maiores obstáculos e barreiras a ladrões, ao mesmo tempo que, incluirão no radar dos condutores um novo inimigo, os hackers.

Olhando no retrovisor, encontramos não muito distante os primeiros passos nesse sentido, com o avanço das pesquisas com o Google Car, a disponibilidade de sistema infotainment (tela no carro que oferece ferramentas de navegação, música, aplicativos, bluetooth etc) e a popularização de aplicativos para motoristas acompanharem níveis de combustível, alcance, localizar o carro em estacionamentos e, até mesmo, saber se esqueceu o veículo com as janelas abertas, como o Land Rover Incontrol e uma ferramenta da Renault.

Estudo da Sky News, em Londres, aponta que dispositivos eletrônicos de hackers são baratos e já estão disponíveis no mundo virtual, o que indica que haverá um aumento do número de ataques a carros conectados. Números da capital inglesa de 2013 mostram que, quase metade dos 89 mil veículos declarados invadidos ou roubados, foram acessados pela ação de hackers.

Usar a tecnologia para invadir e roubar carros é apenas o começo. Os hackers poderão interferir no ajuste da frenagem, controle de bordo e direção. O avanço da conectividade, na esteira desta tecnologia, gera aumento das preocupações com segurança e privacidade no carro do futuro. A integração do veículo com outros aparelhos também irá somar dados pessoais à localização, hábitos de circulação etc, transformando o roubo do veículo em também roubo de privacidade e informações.

Jovens já demandam por maior conexão veicular e valorizam os consoles em seus carros, transformando smartphones em chaves de ignição e cobrando de montadoras maior investimento em tecnologia para seus veículos estarem cada vez mais conectados às suas vidas virtuais.