privacidade-virtual-dados-proteção

Privacidade virtual: como proteger os seus dados

Quer saber como proteger os seus dados do smartphone de maneira mais eficiente? Veja o que as empresas oferecem de opção para você melhorar sua privacidade!

Você preza pela sua privacidade? Se a resposta é sim, você já parou para se perguntar se está fazendo uso de meios suficientes para proteger bem as suas informações virtuais? Recentemente, a Google lançou um recurso inteligente para bloquear telas de dispositivos ao perceber um movimento estranho e já existem formas de excluir os seus dados do celular remotamente, caso ele tenha sido roubado. Assim, tecnologias para prevenir o roubo das suas informações não faltam. Faça a eleição das melhores e fique protegido!

Já pensou se o seu smartphone sentisse quando ele foi desencostado de forma abrupta do seu corpo? A nova funcionalidade da Google permite justamente isso! Você desbloqueia seu dispositivo normalmente e o sistema mantém ele desbloqueado enquanto ele estiver em contato com seu corpo. Assim que você desencostá-lo, ele é bloqueado para impedir o acesso de outra pessoa mal-intencionada. Entretanto, a função ainda não consegue identificar se quem está segurando o aparelho é especificamente o dono ou outra pessoa. Mas, de toda forma, ainda é um ótimo meio de prevenir o acesso dos seus dados por algum ladrão que apareceu inesperadamente ou um amigo enxerido. Todos os dispositivos Android com versão 5.0 ou superior já contam automaticamente com essa novidade.

Na mesma linha, outra ferramenta para proteger a sua usabilidade é a linha de “coisas confiáveis” (“Trusted Things”, em inglês) da própria Google. Com a chegada do Android Lollipop, o desbloqueio de tela ficou muito mais dinâmico: é possível destravar a tela quando o GPS reconhecer locais confiáveis definidos pelo usuário, por reconhecimento da face ou até mesmo usando outro dispositivo que esteja conectado ao Bluetooth do seu aparelho. Tudo de forma muito integrada para facilitar o nosso cotidiano.

Já a Apple, grande rival da Google no mercado de sistemas operacionais, encontrou no hardware a solução para melhorar a segurança de seus usuários. A partir do iPhone 5S, os dispositivos iOS vêm com um identificador de impressão digital em seu design – pela própria digital do usuário, o celular faz a certificação da sua identidade. Com isso, a empresa de Steve Jobs busca oferecer mais segurança e individualidade enquanto os clientes estiverem usando os seus dispositivos.

Além desses exemplos, outros softwares gratuitos ajudam a personalizar seu desbloqueio de tela – caso do Dito – e proteger suas informações pessoais, como o PSafe Total Android. Enquanto o primeiro oferece a vantagem de personalizar sua tela de bloqueio e render pontos que podem ser trocados por recompensas, o PSafe Total Android possui as funções “Cofre” e “Antifurto” que protegem seus dados privados. Como eles fazem isso? O Cofre põe uma senha específica solicitada cada vez que você abre algum aplicativo específico e o Antifurto, ao ser ativado no aplicativo previamente pelo usuário, permite que você acione três recursos no aparelho à distância: bloquear o celular para que nenhuma função seja acessada, receber a última localização registrada no dispositivo e apagar todos os dados do telefone.

Conhece alguma outra maneira de proteger seus dados? Tem dúvida sobre alguma das opções citadas? Comente!