tabletpeças

Quais peças compõem um tablet?

Você já parou pra pensar em quais peças compõem um tablet? Confira uma lista com as principais delas e suas características.

Do mais caro ao mais barato, mesmo com desempenhos diferentes, o que os tablets têm em comum é que todos são fabricados com os mesmos componentes. Câmera, tela ou processador, todas as peças importam para o funcionamento desses dispositivos. E você já parou para pensar em quais peças compõem um tablet para fazer ele rodar com fluidez?

Tela

Começando pelo mais visível, o que diferencia os tablets de outros aparelhos é o tamanho da sua tela. Podendo variar entre 7 e quase 11 polegadas, elas também variam entre o tipo “resistivo” e “capacitivo”. No primeiro exemplo, o “resistivo”, duas camadas extremamente finas de um material condutivo são separadas por uma distância minúscula. Assim que você pressiona o dedo sobre a tela, a corrente elétrica presente entre as duas camadas sofre uma variação e executa o comando. Já as telas “capacitivas” possuem apenas uma camada dessas, sendo que a corrente elétrica do próprio dedo humano é quem executa o comando – necessitando assim de um menor número de camadas na tela.

Câmera

Falando ainda na parte visível do tablet, a câmera é uma parte indispensável nesses dispositivos. A maioria ainda possui duas, uma frontal e outra traseira, e a qualidade delas depende muito do tipo de aparelho que você está comprando. O Samsung Galaxy Note 10.1, por exemplo, vem com câmera principal de 8 MP e câmera traseira de 2 MP.

Bateria

Assim como qualquer outro dispositivo, os tablets precisam de energia para funcionar. Então, é função da bateria dele armazenar e liberar a energia necessária para funcionar. A maioria dos tablets utilizam baterias de lítio e, se você está preocupado com ela “viciar”, fique tranquilo, elas são à prova disso.

Processador

O processador de um tablet é o seu coração. Não é à toa que o desempenho de um processador é medido pela quantidade de núcleos que ele possui. Quanto mais núcleos, mais capacidade ele tem de executar tarefas simultaneamente e poupar energia do seu aparelho. Os processadores também se diferem quanto à sua arquitetura – ou seja – a forma como são construídos. Os principais modelos no mercado possuem a arquitetura ARM ou x86, mas com maior volume de aparelhos utilizando o primeiro modelo.

Acabamento

A “carcaça” que envolve o aparelho também é uma peça importante. Geralmente associada à estética dos tablets, um dispositivo pode vir com acabamento variando entre aço escovado ou, até mesmo, plástico.

Você fazia ideia que tudo isso era necessário para compor um tablet? Deixe sua opinião nos comentários!