rp_redes-sociais-facilitam-roubo-de-dados-atraves-phishing_2014-01-14.jpg

Redes sociais facilitam o roubo de dados através do phishing

O roubo de dados de internautas através das redes sociais está crescendo consideravelmente. O e-mail ainda é o veículo mais utilizado para se conseguir fazer vítimas, mas as […]

O roubo de dados de internautas através das redes sociais está crescendo consideravelmente. O e-mail ainda é o veículo mais utilizado para se conseguir fazer vítimas, mas as redes sociais estão ocupando este espaço devido a mensagens simples e que facilmente enganam os usuários.

Phishing

Phishing é uma estratégia usada por hackers para obter dados de internautas. Basicamente, uma mensagem ou e-mail falsos é enviada para o usuário, instruindo-o a acessar determinado site ou baixar certo programa. Ao fazer isso, o usuário tem o computador infectado e a ameaça instalada rouba os dados, até mesmo bancários, da vítima.

Antes, o phishing era praticado quase que exclusivamente pelo e-mail. Agora, as redes sociais tornaram-se terreno fértil, já que a velocidade de a mensagem se distribuir é mais alta. Dentro desta gama de internautas, os mais afetados ainda são os de desktops e notebooks, mas as ameaças voltadas para dispositivos móveis estão atingindo espaço no mercado devido à grande utilização destes aparelhos.

Como funciona

O golpe é bastante simples, mas ultimamente vem sendo aplicado com estratégias da chamada engenharia social. Em outras palavras, isso significa verificar possíveis alvos na internet, de acordo com suas preferências. Portanto, quem mantém os perfis das redes sociais de modo público, permite que qualquer pessoa acesse seus dados e preferências, aumentando as chances de ser alvo de uma mensagem falsa.

Mas é bastante simples se proteger. Isso porque o phishing é tão comum que existe até uma lista com os cinco assuntos mais utilizados para a tentativa de roubo de dados. São eles: convite para o LinkedIn; falha no envio de mensagem (Mail delivery failed: returning message to sender); E-mail não entregue devolvido ao remetente; e falsa comunicação bancária (Caro Cliente do Banco X, Comunicação Importante). Por isso, se você receber qualquer e-mail com estas características, cuidado! A PSafe ainda adiciona a esta lista mensagens de supostas audiências em fóruns, necessidade de comparecimento à justiça ou à polícia (seja Civil, Militar ou Federal), entre outros de órgãos similares.

Para se proteger, você já sabe. Mantenha o PSafe Antivirus instalado e funcionando, de preferência com as quatro proteções ativadas (Proteção Residente, Proteção Proativa, Proteção Online e Proteção de Download). Troque suas senhas com frequência e nunca coloque senhas de fácil memorização. Utilize senhas diferentes para cada conta de e-mail e rede social e sempre desconfie de qualquer e-mail e mensagem enviados, mesmo que aparentemente tenha sido enviado por um amigo.