seguranca movel

Segurança móvel: alguns pontos deixados de lado pelos usuários

Neste post, confira alguns pontos importantes que, muitas vezes, são deixados de lado pelos usuários sobre sua segurança móvel.

Os smartphones já são os aparelhos que mais fazem parte da nossa vida e, em muitos casos, é o principal eletrônico da casa. Só no Brasil, de acordo com a consultoria eMarketer, já são mais de 38 milhões de celulares inteligentes, e a tendência é que esse número aumente consideravelmente nos próximos anos.

Com a popularização crescente, hackers mal intencionados ficam na espreita para explorar as vulnerabilidades e roubar dados confidencias. Por isso, é sempre bom ficar atento à segurança do dispositivo. Neste post, confira alguns pontos importantes que, muitas vezes, são deixados de lado pelos usuários.

Phishing

Links suspeitos com o objetivo de roubar informações confidenciais são enviados para qualquer dispositivo, seja ele um PC, Mac ou smartphone. Nos gadgets, eles podem ser ainda mais efetivos, muito por causa dos navegadores que não possuem a mesma eficiência na identificação de sites falsos. Por isso, é sempre bom não clicar em links, enviados por e-mail, WhatsApp ou redes sociais. Mesmo que a pessoa seja de confiança, se achar necessário, pergunte sobre o que a URL trata.

Aplicativos

Os apps dão vida nova ao aparelho inserindo diversas novas funções. Eles também são, muitas vezes, a porta de entrada para a infecção por vírus nos gadgets. Baixar aplicativos (ou apks) de sites desconhecidos aumenta ainda mais a probabilidade de instalar um malware no dispositivo. Entretanto, a Google Play também está infestada de arquivos maliciosos. Em 2013, milhares de aplicativos com vírus foram baixados direto da loja oficial do Google. Neste caso, a dica para não correr esse risco é evitar baixar apps desconhecidos, ficar atento às funções exigidas, a classificação e ao comentário de outros usuários.

SMS 

“Em época de WhatsApp, SMS é prova de amor”. É verdade que as mensagens de SMS não estão nos seus melhores dias, mas mesmo assim é preciso ter cuidado. Além de spam de tudo quanto é tipo, elas podem ser utilizadas para enganar usuários, com textos sobre promoções e concursos falsos. A dica para evitar problemas com SMS é bem simples: ignore qualquer mensagem de número desconhecido pedindo para depositar dinheiro ou colocar crédito; mesmo se no texto estiver dizendo que você ganhou um avião cheio de prêmios.

Veja também: como evitar receber spam por SMS

Atualização

Atualizar o aparelho pode ser chato e fazer com que você perca alguns minutos preciosos do seu dia. Mas, muitas vezes, a atualização do software do dispositivo vem para corrigir uma série de problemas críticos de segurança. Por isso, sempre quando houver uma nova versão do sistema disponível faça a atualização. O mesmo serve para aplicativos.

Offline

É comum pensarmos que quando ficamos desconectados estamos seguros. Mas não é bem assim. Pesquisadores da Georgia Tech descobriram que, mesmo offline, os gadgets são hackeados. Com a ajuda de rastreadores, é possível espionar e identificar todas as atividades do aparelho. A tendência é que está prática se torne cada vez mais comum.

Antivírus

Do usuário mais hardcore ao mais leigo, ninguém está 100% seguro contra arquivos maliciosos. Os smartphones estão mais populares e os hackers estão investindo cada vez mais nos dispositivos móveis. Por isso, é sempre bom manter um antivírus ativo no gadget. O PSafe Total, além de excluir e prevenir contra malwares e spywares, tem a função cofre, que protege os aplicativos, como o WhatsApp, de bisbilhoteiros.