rp_free-call_2014-09-18.jpg

Serviços de ligações telefônicas gratuitas

Veja as formas de fazer ligações telefônicas sem custos.

Os usuários do recurso Hangouts – de conversas por meio de vídeo -, do serviço de e-mails Gmail, da extensão do navegador Chrome ou da rede social Google+, todos do Google, já podem realizar chamadas telefônicas gratuitas para dentro dos Estados Unidos e para o Canadá, segundo a empresa publicou em seu blog oficial.

Como fazer chamadas grátis do Hangouts

A tendência mostra que as ligações telefônicas caminham para um futuro onde não haverá taxas. O gasto será apenas com a internet. Mesmo assim, operadoras de telefonia e especialistas em tecnologia não sabem precisar quando as ligações pagas chegarão ao fim.

A ferramenta já existia e havia desaparecido do Gmail em maio, quando a empresa substituiu o Google Chat por um novo recurso chamado Hangouts. Apesar de o Hangouts ainda permitir que os usuários façam chamadas de vídeo e recebam ligações em seus números Google Voice, a habilidade para fazer ligações para números fixos e celulares estava ausente. Agora não está mais!

O recurso, inicialmente, vale apenas para usuários de dentro do país. Ligações para outros países custam a partir de US$ 0,02 o minuto. Um valor muito em conta se comparado com os das operadoras tradicionais.

É possível fazer uma chamada em grupo, combinando vídeo (com um usuário em outro PC) e outro usuário falando ao telefone fixo ou celular. Para usar o recurso, os internautas devem clicar na opção ‘call a phone’ (ligar para um telefone, em português).

“O Hangouts foi desenvolvido para ser o futuro do Google Voice, e fazer e receber chamadas telefônicas é apenas o começo”, diz o comunicado no blog oficial do Google.

Para usar esse serviço, você deve baixar o Discador Hangouts.

Ligações pela internet já são realidade

Já era possível realizar ligações pela internet. O Skype, por exemplo, é um dos programas mais famosos. Além de fazer chamadas telefônicas, sua força estava nas chamadas de vídeo, com uma boa conexão de internet.

Chamadas telefônicas sem conexão com a Internet

Depois dele, outras ferramentas foram surgindo. Uma das mais famosas é o aplicativo Ringo. Sem exigir conexão com a internet, o novo serviço para dispositivos móveis permite a realização de telefonemas internacionais por meio de uma rede de telefonia local. Esse serviço pode ser até 25% mais barato se comparado às taxas cobradas pelo Skype em ligações feitas a outros países.

A vantagem do Ringo está na forma de gerenciamento de chamadas. Por ter a capacidade de ‘rotear’ ligações, o aplicativo faz, primeiramente, uma assinatura local para cada um de seus contatos internacionais. Na hora em que a ligação para outro país é feita, o sinal, depois de ser enviado por cabos submarinos que interligam os continentes, é convertido para sua rede local.

Austrália, Bélgica, Brasil, Canadá, Hong Kong, Alemanha, Japão, Itália, México, Polônia, Espanha, Suíça, Cingapura, Reino Unido, EUA e Holanda são os países que já contam com o serviço.

Viber e Fringe, duas boas opções

Outra ferramenta para ligações muito conhecida é o Viber. Ele faz chamadas gratuitas, desde que as duas pessoas tenham o aplicativo instalado. Caso contrário, a ligação é redirecionada para o sistema de telefonia. As chamadas para telefones fixos feitas através do serviço Viber Out permaneceram gratuitas no Brasil durante nove semanas, entre fevereiro e maio de 2014.

Segundo a empresa, a ‘culpa’ pelo cancelamento é dos usuários: o crescimento na troca de mensagens na última semana de promoção não superou os 25% estipulados. Por isso, a vantagem não será mais repetida pela empresa. Eles garantem, porém, criar ações similares no futuro para aumentar seus clientes no Brasil.

Uma boa alternativa para smartphones é o Fring, um programa que pode ser usado nos sistemas operacionais de iPhone, Windows Mobile, Android e Symbian, e permite que você converse com todos os seus contatos do Messenger, GTalk e Skype através do smartphone, seja por 3G ou por Wi-Fi.

O grande destaque desse programa é não exigir que a outra pessoa o utilize para a chamada ser realizada.