snapchat_facebook

Snapchat ameaça números do Facebook e reforça: vídeo é o futuro da internet

Com 10 vezes menos usuários ativos por dia, Snapchat está prestes a desbancar o Facebook na contagem de visualizações de vídeo.

De que maneira você mais gosta de consumir conteúdo quando está na internet: em formato de texto ou vídeo?

Vou chutar a sua resposta e sugerir que você tenha escolhido a segunda opção. Acertei? A verdade é que, seja pela popularização da banda larga, seja porque o formato é mais divertido e intuitivo, muita gente tem se rendido à graça dos vídeos.

O Facebook já havia cantado essa pedra antes. Para eles, o audiovisual tem mais apelo, engaja mais e tem um grande potencial a ser explorado — tanto que muitos ajustes foram feitos para tornar a rede mais amigável ao formato.

Eles estavam certos, mas, para a preocupação de Mark Zuckerberg, quem anda se gabando de um crescimento invejável no segmento, acredite, é o Snapchat.

Diferença apertada

O Facebook continua sendo o líder em visualizações de vídeo na web, mas o Snapchat, que tinha uma média de 4 bilhões de visualizações mensais em setembro, pulou agora para 6 bilhões — uma diferença muito pequena dos números do Facebook, que acumula 8 bilhões de views mensais.

O que chama atenção é que, enquanto a rede de Zuckerberg contabiliza os números tanto do aplicativo para celular quanto do site desktop, o Snapchat consegue chegar perto disso exclusivamente com a versão mobile, a única disponível.

Mais surpreendente é comparar o número de usuários ativos por dia em cada rede. São 100 milhões no Snapchat contra 1 bilhão no Facebook, o que não deixa dúvidas sobre quem tem os fãs mais engajados: com 10 vezes menos usuários ativos por dia, o Snapchat consegue um número de visualizações de vídeo apenas 25% menor que o Facebook.

O fato de o bom desempenho do Snapchat ser capaz de ameaçar a vaidade dos números da maior rede social do mundo confirma: o vídeo é mesmo o futuro da internet.

Que venham as cenas dos próximos capítulos.