rp_spam-whatsapp_2014-05-30.jpg

Empresa vende Spam para Whasapp e aplica golpe pela internet

Algumas empresas aplicam golpes pela internet, veja como você recebe os spams pelo whatsapp e quanto essas empresas cobram por isso.

Os 500 milhões de usuários ativos do serviço de mensageria online já rendem golpes a empresas que investem em spam como estratégia de marketing de digital e enchem o bolso de empresas que desrespeitam regras do Whatsapp e enviam mensagens com finalidade publicitária.

Uma delas é a Whatsgateway, que anuncia seu produto: “com nosso serviço te ajudamos a enviar propaganda para usuários do Whatsapp”. Mas nos termos de uso do Whatsapp, a empresa é clara ao proibir: “sistema automático (…) que acesse o serviço de maneira a enviar mais requisições de mensagens aos servidores do Whatsapp em um determinado período do que um ser humano é capaz de enviar (…) no mesmo intervalo de tempo”.

Spam volta a invadir Whatsapp

O teste realizado pelo Mobile Time funcionou, mas com o sistema de bloqueio de spam do Whatsapp conseguiu barrar o recebimento de novas mensagens, apesar de a empresa que negocia o serviço garantir que consegue burlar a função do app. Antiético ou crime, o serviço entrega além de mensagem maior que o SMS, com até 500 caracteres, pode acompanhar foto e vídeos e aceita pagamento via cartão de crédito, transferência bancária e PayPal. Os preços são baixos, o que permite também a pessoas físicas fazer o investimento. O pacote mais simples, com 5 mil mensagens spam, sai por US$ 75. O mais caro, com 100 mil mensagens, sai por US$ 1 mil.

Em 2012, o Whatsapp já havia sido alvo de correntes de spam que pediam às pessoas para repassar a mensagem a fim de confirmar os números dos usuários ativos e impedir que o serviço passasse a ser pago.

Veja como melhorar o Whatsapp com outros apps.