rp_tela-inquebravel-smartphone_2014-06-10.jpg

Cientistas criam tela de smartphone que não quebra

Uma tela para smarphone que não quebra foi desenvolvida por cientistas da Universidade de Akron, nos Estados Unidos.

A dor de cabeça de muitos proprietários de smartphones pode estar com os dias contados. Cientistas da Universidade de Akron, nos Estados Unidos, inventaram a tela de smartphone que não quebra. Isso mesmo! A supertela foi criada a partir de eletrodos transparentes e em breve já estará no mercado devido ao seu baixo custo de produção e entrega.

Atualmente, a maioria dos aparelhos utiliza um material revestido de uma substância condutiva de óxido de estanho, a mesma usada em televisões de LCD, plasma e outros dispositivos. Só que este material, além de ser caro, é frágil. Por isso, é tão comum de se ver nas ruas smartphones com as famosas rachaduras.

A nova camada é mais barata que a antiga, o que facilita sua produção em massa para uma rápida distribuição, de acordo com os pesquisadores. Ela ainda tem outras características importantes, como uma maior condutividade elétrica.

Yu Zhu (professor-assistente de ciência polímera) e sua equipe afirmam que a supertela não vai atrapalhar a visibilidade do conteúdo, visto que ela será tão transparente e leve quanto a anterior. O aspecto do dispositivo não vai mudar em nada. Você apenas não irá mais tomar aquele susto quando deixar seu aparelho cair.

Um recente estudo publicado pelo periódico ACS Nano, da American Chemical Society, mostra que a busca e os trabalhos estão avançado. O professor Yu Zhu descreve que em vez de ITO, a equipe usa uma malha de eletrodos metálicos no meio de camadas de polímero.

Em comunicado, a equipe criadora do material afirmou esperar que ele cresça no mercado, e que “o problema irritante de telas de smartphones trincadas pode ser resolvido de uma vez por todas com esse touchscreen flexível”.

Certamente todos estão na torcida para que esse problema tenha chegado ao fim e, principalmente, que a nova tecnologia das telinhas alcance logo todos os consumidores.