rp_antivirus_2014-09-22.jpg

Ainda faz sentido ter um antivírus no computador?

Ainda faz sentindo baixar um antivírus para proteger meu pc?

Conforme a evolução da tecnologia, os antivírus ficaram cada vez mais sofisticados para que se cumpra com as demandas das novas tecnologias. Entretanto, os métodos para infiltrar e infectar seu software evoluiu, também. Com o aumento das redes sem fio, em particular para os dispositivos móveis e banda larga, os malwares tornaram-se uma ameaça cada vez mais comum no ambiente digital.  Se antes, o objetivo principal dos hackers era comprometer o uso do seu pc e roubar senhas de e-mail, hoje, o foco é usar o computador como um "zumbi" para envio de spams e roubo de informações bancárias.

Por isso, os vírus continuam sendo um problema permanente. Novos vírus e variantes dos existentes continuam circulando e representam um perigo real para os sistemas, comprometendo arquivos e informações preciosas. É vital que cada usuário tome medidas para se proteger e proteger seus sistemas. Se você não pode fazer isto, está arriscando não só a sua própria informação e trabalho, mas também a de seus colegas, amigos e família.

A boa notícia é que estas ameaças são evitáveis e podem ser eliminadas mesmo depois da infecção. Abaixo, você confere algumas sugestões úteis para enfrentar os vírus e proteger seu computador.

Como proteger seu computador de um vírus

1. Tenha certeza de ter um sistema de antivírus atualizado, mas nunca instale mais de um programa antivírus, já que ambos vão entrar em conflito.

2. Não abra nenhum arquivo anexo de correio eletrônico que não esteja esperando receber, embora pareça proceder de um amigo. Uma das últimas tendências é a falsificação de e-mails. Os hackers enviam e-mails que parecem ser de um amigo ou contato seu para te forçar a baixar um arquivo malicioso ou clicar um link com vírus.

3. Desconfie de e-mails sem assunto ou só com imagens incorporados no corpo da mensagem. Em muitos casos o HTML que compõe a imagem pode vir com um executável capaz de baixar um malware de forma silenciosa.

4. Não executar programas ou abrir documentos (por exemplo Word/Excel) cuja origem desconhece.

6. Atualizar os patchs tanto do sistema operacional como dos aplicativos que executa é extremamente importante, já que o malware é programado para explorar vulnerabilidades nos programas sem fazer patch.

7. Se tiver dúvidas sobre um disco, arquivo ou anexo, mas acredita que é possível que contenha algo que deseja, esteja alerta e verifique-o usando seu software antivírus. Entretanto, não é infalível já que os criadores de malware fazem o possível para ficar na frente dos programas antivírus.

O que fazer caso achar que está com um Vírus?

Se seu dispositivo tiver um vírus, não se assuste. Há milhares de tipos de malware, cada uma com seu próprio modo de ataque. Muitas infecções só provocam incômodos e perda de tempo; uma infecção não necessariamente significa que vai perder arquivos importantes ou danificar o dispositivo.

Se seu computador começar a se comportar de forma estranha, funciona muito lentamente, faz um barulho tipo bip sem razão, trava ou desliga, mostra mensagens estranhas na tela, ou seus documentos se corrompem ou contêm texto que não escreveu, estes efeitos podem ser sintomas de um malware, embora também possam surgir por uma variedade de outras razões. Por outro lado, alguns malware só se propagam através de seu sistema com nenhum sinal exterior. A única maneira de descobrir se você tiver um vírus ou outro tipo de malware é analisar o sistema com um software antivírus atualizado. Isto pode ser capaz de eliminar o vírus/malware assim como detectá-lo. Se não, então deve consultar um especialista.

Caso achar que possivelmente infectou a outros dispositivos com malware, possivelmente por meio de um correio ou entregando discos ou arquivos, deveria avisar às pessoas encarregadas de ditos equipamentos. Se for possível também deve tentar resolver de onde o malware poderia provir e advertir à pessoa responsável por esse sistema.