windows 10

Unificação total, a agressiva aposta da Microsoft com Windows 10

A companhia afirmou que permitirá aos usuários piratas atualizar para a versão original, o que gerou uma série de especulações.

Ambiciosa. Assim podemos definir a proposta do Windows 10, o novo sistema operacional da Microsoft, que deve chegar aos usuários de 190 países no segundo semestre de 2015, com o que procuraria reverter o fracasso do Windows 8 e a pouca arrecadação em vendas.

A companhia revelou alguns aspectos do novo sistema. Há informações que evidenciam o forte trabalho e objetivo que tem esse produto, baseado na unificação, homogeneização e inclusão de diversas plataformas e equipes.

Recentemente, o chefe da divisão do Windows, Terry Myerson, retificou, em declarações para Reuters, que a nova edição do sistema operacional será gratuita por um ano para quem tiver Windows 7, 8 e 8.1. No entanto, o mais interessante foi o anúncio de que a atualização poderá ser feita da mesma forma pelos usuários legítimos e piratas sem diferenciação, porém estes últimos não terão direito a suporte nenhum.

“Atualizaremos todos os computadores qualificados, genuínos e não genuínos, para o Windows 10”, afirmou, mas não sinalizou se essa opção só estará disponível na China (onde se fez o anúncio) ou se seria aplicada em todo o mundo.

Esta medida da Microsoft para acabar com a pirataria ao incluir todos os usuários é uma mostra do pensamento unificador da multinacional, que abarcará outros aspectos. Ao que parece, o Windows 10 vai funcionar em todos os tipos de dispositivo, desde smartphones passando por consoles e tablets. “O fato de poder usar nos smartphones o mesmo sistema utilizado em seu computador agrada a quem já está familiarizado com o Windows. Ao que tudo indica, o uso do Windows 10 em plataformas como smartphones e tablets será gratuita”, considera Douglas Ferreira, Analista de Infraestrutura da PSafe Tecnologia.

E como se isso não fosse pouco, também, estaria trabalhando numa opção que permita manter a sessão iniciada de forma simultânea em vários dispositivos ao mesmo tempo.

Veja também: Windows 10 trará novos meios de proteção contra roubo de dados na internet

Android, também entre seus planos

A Microsoft deseja que os usuários, antes de comprar um aparelho que tenha Windows 10, possam testar seu sistema, motivo pelo qual está gerando um ROM que qualquer pessoa com smartphone Android poderá instalar em seu telefone. O projeto já foi iniciado com os celulares Mi4.

Foi feita uma aliança com a empresa chinesa Xiomi a fim de recolher as experiências de seus usuários e aperfeiçoar alguns aspectos, deixando pronto o ROM que possa ser exportado a outros Androids. Sem dúvida isso constitui uma estratégia muito hábil por parte dos Redmond.

Uma nova geração

Esta versão do Windows também incorporará o reconhecimento biométrico, que consiste em substituir as senhas por impressões digitais e de retina. Além disso, a empresa está trabalhando para que seu sistema conte com um centro de notificações próprio para smartphone, assim como uma barra especial para tablets.

Sem dúvidas são muitas as novidades que o Windows 10 nos trará, carro chefe do império de software da Microsoft, que tem  milhões de usuários em todo o mundo. “É o primeiro passo na criação de toda uma nova geração do Windows”, declarou Myerson.