Vai ter mais WiFi grátis no metrô de SP

Saiba como usar redes abertas, que são mais expostas a ataques de hackers, com segurança

Olha que novidade boa para quem mora em SP! O governador de São Paulo Geraldo Alckmin anunciou nesta semana que a rede gratuita de WiFi será ampliada para 40 estações do Metrô da capital até 19 de fevereiro.

WiFi grátis é irresistível, mas é preciso ficar atento a ataques ao seu celular. Isso mesmo, redes abertas são mais fáceis de invadir (especialmente, as que não exigem senha ou cadastro) e, portanto, mais usadas por hackers.

Para acessar essas redes sem expor sua privacidade e com segurança, use a função WiFi Check, do DFNDR. É só tocar no botão abaixo, instalar e verificar sempre que conectar a uma rede nova.

BOTAO_PT_VERIFICAR_WIFI_AGORA
Como o WiFi de SP Vai funcionar

Para acessar a rede, o usuário deve selecionar o WiFi gratuito da estação e se cadastrar com nome, e-mail e telefone, além de aceitar as condições de uso na tela que abrirá automaticamente. Também será possível usar os dados do Facebook ou Linkedin para o cadastro.

Cada pessoa vai conseguir usar a rede por 15 minutos e, após esse período, a reconexão pode ser feita de novo; não vai ter limite para o número de acessos.