#vetaPaes: cariocas <3 Uber

O Uber já se manifestou contrário à proibição e afirmou que seguirá oferecendo o serviço na Cidade Maravilhosa.

O Rio de Janeiro é má notícia na mídia internacional desde a última terça-feira, quando a Câmara dos Vereadores decidiu banir o Uber da cidade, ao proibir o transporte de passageiro não regularizado. Para virar Lei, o projeto precisa ser sancionado pelo prefeito da capital fluminense, Eduardo Paes. Nós amamos o Uber, por isso pedimos: #vetaPaes.

Se até então tínhamos vergonha da virar manchete mundial por conta da violência, o cenário político brasileiro vem equilibrando este constrangimento. A última ducha de água fria veio da Câmara dos Vereadores do Rio de Janeiro, ~que na falta de grandes problemas para resolver~, toma decisões para favorecer o inchado e mal gerido serviço de táxis da cidade.

O Uber já se manifestou contrário à proibição e afirmou que seguirá oferecendo o serviço na Cidade Maravilhosa. Reclamou também de não ter sido envolvido nas discussões sobre a Lei e classifica a votação como um golpe contra a tecnologia e o direito do cidadão de escolher como se locomover.

O Rio não está sozinho, no Brasil, São Paulo e Brasília caminham na mesma direção. O mesmo acontece em cidades dos Estados Unidos e Índia.

A multa na cidade para o motorista do Uber que descumprir a decisão, caso assinada por Paes, pode chegar a R$ 2 mil.